Brasil Sorocaba e Região

Católicos mantém tradição e desmontam presépio no Dia de Reis

Nesta data, os Três Reis Magos visitaram o recém-nascido Jesus de Nazaré
Casal mantém a tradição do presépio há 10 anos
O presépio representa a passagem bíblica do nascimento de Jesus. Crédito da foto: Fábio Rogério (24/11/2020)

Apesar do período pandêmico, fiéis católicos mantiveram a tradição anual de esperar para desmontar o presépio e as decorações natalinas amanhã (6), em que será celebrado o Dia de Reis. Nesta data, segundo a tradição cristã, os Três Reis Magos, Baltazar, Belchior e Gaspar, visitaram o recém-nascido Jesus de Nazaré.

A festa dos Reis Magos junto ao batismo de Jesus, realizado no próximo domingo (10), finalizam o tempo natalino da igreja. Dessa forma, na quarta-feira (6) serão desmontados enfeites e presépios para o início de um novo tempo litúrgico. E mesmo com o momento atípico, as católicas Irma Aparecida Gomes, de 61 anos, e Maria de Fátima Guimarães Rodrigues, de 64 anos, seguirão as tradições religiosas.

As vizinhas, Irma e Maria de Fátima, contaram que, nesse período festivo, elas gostam de ir à missa. Porém, por conta das medidas restritivas para evitar a transmissão da Covid-19, elas irão passar a data em casa. Ainda assim, ambas devem seguir o rito de guardar os presépios para o próximo ano.

Leia mais  Vestibular da Fuvest começa neste domingo com medidas contra a Covid-19

Conforme Irma Aparecida, a aposentada se empolgou para decorar a sua casa cedo. Ela riu em confessar que cansou dos enfeites, mas que esperou a data tradicional. “Minha casa esta decorada desde novembro. Já estou enjoada da decoração”, Irma brincou. A aposentada ainda avaliou que as festas católicas são muito importantes para ela. “É uma tradição que a gente leva dos nossos pais e avós”, disse a católica.

Relembrando de suas origens, a dona de casa, Maria de Fátima Guimarães, também comentou sobre a importância da tradição. “A gente traz isso lá de trás”, afirmou ela. Maria de Fátima ainda lembrou do tempo em que a comemoração era feita nas ruas, com música e muita alegria. “Meu padrasto saía na folia com os vizinhos, de casa em casa, cantando”, recordou. Ela ainda afirmou que gostaria que a tradição fosse mantida. “Era muito bonito”, avaliou Maria de Fátima.

Leia mais  Prefeitura abre período de inscrições para creche em Sorocaba

A geração mais nova também não ficou de fora dos ritos católicos. Apesar de não ter decorado a casa para o Natal, a estudante Isabeli Arrais, de 21 anos, contou que o presépio não foi deixado de lado e, amanhã (6), será desmontado.

Para Isabeli, é importante seguir a tradição construída ao longo de dois mil anos. “Não pode ser perdida. Cada uma dessas tradições e ritos tem um sentido extremamente importante, tudo é significativo e remete a vida de Jesus, não só essa, mas toda a tradição Católica”, e continuou. “Por último e mais importante, é a forma de demonstrar o amor a Cristo e traçar os passo dados por Ele”, concluiu ela. (Kally Momesso)

Comentários