Brasil

Bolsonaro teve lesão em artéria e nos intestinos grosso e delgado, mas está estável

Os médicos verificaram a necessidade da cirurgia após exames de ultrassom
Candidato foi operado na Santa Casa. Crédito da foto: AFP / Evaristo Sa

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi submetido nesta quinta-feira (6) à tarde a uma laparoscopia exploratória no hospital Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, após ser atingido por uma facada durante um evento da campanha na cidade mineira. Segundo apurou a reportagem, a laparoscopia descartou um lesão no fígado do candidato, mas constatou outra cinco lesões: na artéria mesentérica superior (que sai da aorta e irriga o intestino e outros órgão dos abdômen), no intestino grosso e três lesões no intestino delegado.

Todas as lesões foram reparadas com sucesso. No início da noite, Bolsonaro estava estável, com pressão arterial normal, hemorragia controlada e sem risco iminente de morte. Bolsonaro chegou à Santa Casa de Juiz de Fora em estado grave. Por causa da extensa perda de sangue, ficou hipotenso (com pressão baixa) e chegou a entrar em choque, uma estado crítico com baixas funções vitais. Segundo publicação de seu filho, Flávio Bolsonaro, no twitter, a pressão do candidato teria chegado a 10 por 7, quando o normal é 12 por 8.

Leia mais  Governo restringe entrada de estrangeiros no país por 30 dias

Depois da realização de um exame de ultrassom, os médicos optaram pela cirurgia para verificar a extensão dos danos. Bolsonaro foi operado pelos médicos Cícero de Lima Rena, cirurgião coloproctologista (intestino), e Glaucio Silva de Souza, cirurgião especialista em fígado, além de uma extensa equipe. (Folhapress)

 

Atualizada às 20h15

Comentários