Brasil

Bolsonaro faz visita oficial a Luiz Fux

Fux destacou que sua gestão vai fortalecer a “vocação constitucional do Supremo” e atuar no combate à corrupção
Bolsonaro faz visita oficial a Luiz Fux
Primeira reunião oficial com presidente do STF durou 45 minutos. Crédito da foto: Divulgação

No auge da tensão entre ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) provocada por uma decisão liminar que autorizou a soltura do traficante André do Rap, o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Corte, Luiz Fux, se reuniram ontem por cerca de 45 minutos. O encontro também ocorreu às vésperas da sabatina, no dia 21, do desembargador Kassio Nunes Marques no Senado, indicado por Bolsonaro para ocupar a vaga aberta com a aposentadoria do decano Celso de Mello no STF.

Durante a reunião, Fux destacou que sua gestão vai fortalecer a “vocação constitucional do Supremo” e atuar no combate à corrupção, ao crime organizado e à lavagem de dinheiro. O recado foi dado seis dias depois de Bolsonaro ter afirmado, em evento no Palácio do Planalto, que a operação Lava Jato “acabou” porque, segundo ele, “não há corrupção no seu governo”.

Ao retornar para o Planalto, Bolsonaro apareceu por cinco minutos na rampa do palácio. Ao ser questionado sobre o encontro com Fux, fez um coração com as mãos, mas nada falou. Esta foi a primeira visita de cortesia de Bolsonaro após Fux assumir a presidência do Supremo, em 10 de setembro. Segundo a assessoria do STF, foi uma conversa privada sem a presença de assessores e “um diálogo institucional, reforçando a harmonia entre os poderes”. No encontro, Fux apresentou a Bolsonaro as diretrizes da sua gestão dele à frente Corte e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). (Jussara Soares e Emilly Behnke – Estadão Conteúdo)

Comentários