Go Fashion

A polêmica calça jeans que não parece uma calça…

Divulgação/Carmar Denim

Por Julia Rolim

 

Prepare-se: você está prestes a conhecer uma peça um tanto quanto curiosa… E cara!

Carmar Denim, uma marca de Los Angeles, é a responsável por produzir e vender a “calça jeans com cortes extremos” – é assim que ela é chamada. A impressão que nos dá é que pegaram apenas o “esqueleto” de uma calça, retirando toda a parte “coberta” de sua extensão, assim criando uma espécie de contornos, restando apenas as bordas.

Acredito que este design inusitado não pode ser considerado como uma calça, apesar do comprimento ir até os tornozelos. Porém, também não é um short, já que a parte de trás mais se parece com uma calcinha fio dental.

Divulgação/Carmar Denim

Em 2017, este estilo de calça também apareceu nas passarelas da Thibaut – apelidando como calça jeans fio dental. E este design destroyed ao extremo” tem dado o que falar na internet…

A Carmar diz que a calça é um modelo de cintura alta e folgada, com cortes extremos e sem stretch. E, se caso você não tenha reparado, ela tem bolsos relativamente grandes, para poder levar o que quiser.

Divulgação/Carmar Denim

Mas a polêmica não para por aí… Pois bem, quem quiser experimentar a sensação de usar este jeans que te dá a sensação de estar quase nua, terá que desembolsar US$ 168, ou seja, quase R$ 600.

Que tal? Não seria mais fácil e acessível pegar uma calça velha e cortar “na raça”? rs

É possível ver outras peças diferentes em seu perfil do Instagram.

Divulgação/Carmar Denim

O que você achou dessa calça? Teria coragem de usar?
Me conte por email (juliarolimg@gmail.com), vou adorar saber a sua opinião.

Me acompanhe também no Instagram (@julia.rolim). Até a próxima!

Comentários

Sobre o Autor

Go Fashion

Go Fashion

Olá! Me chamo Julia Rolim, blogueira, graduada em design de moda pela Esamc Sorocaba. Sou apaixonada por moda e todos os tipos de arte. Amo abordar temas como moda e cultura, trazendo sempre novidades, inspirações e conhecimento a mais. Aliás, conhecimento nunca é demais!