Agenda Metropolitana

Espetáculo mostra que é preciso manter a criança dentro de cada um

“Nas asas da imaginação” peça gratuita apresentada nesta terça-feira (21), em Salto, coloca lado a lado o inventor do avião, a primeira pilota brasileira e o mítico Ícaro

Marinaldo Cruz Filho

Espetáculo "Nas asas da imaginação" será apresentado gratuitamente nesta terça-feira (21) em Salto
Espetáculo “Nas asas da imaginação” será apresentado gratuitamente nesta terça-feira (21) em Salto (REPRODUÇÃO)

“O que seria das invenções sem a fantasia? O que seria da ciência sem as mentes malucas? O que seria da técnica sem o sonho?” Essas e outras perguntas que muita gente se faz – ou deveria – são o tema do espetáculo “Nas asas da imaginação”, que o Grupo Manto Cia. de Teatro apresenta nesta terça-feira (21), na Sala Palma de Ouro, no Centro de Educação e Cultura Anselmo Duarte, às 14h. A peça é livre para públicos de todas as idades e tem entrada gratuita.

Escrita por Luciano Leite, “Nas asas da Imaginação” coloca em cena o pai da aviação, Alberto Santos Dumont, ao lado de Anésia Pinheiro Machado, uma das primeiras aviadoras do país, e a figura mitológica de Ícaro. O velho Ícaro cai no quarto das crianças Dumont e Anésia, que, após a surpresa inicial, logo fazem amizade e se interessam pelo inesperado visitante, sobretudo por seus conhecimentos em voo.

Máquina de sonhos

Ícaro propõe que as crianças construam uma máquina de construir sonhos. Como o sonho de Dumont e Anésia é voar, eles acabam construindo uma máquina voadora que as leva numa aventura para devolver Ícaro à Grécia, seu país de origem.

A peça com duração de aproximadamente 50 minutos mostra que o caminho para ser uma pessoa realizada e completa, indiferentemente de se tornar um inventor importante, uma grande heroína ou qualquer outra atividade com sucesso é preciso, antes, fazer de cada momento da vida uma deliciosa descoberta. Em resumo: é preciso não perder o menino ou a menina que há dentro de cada um.

Na mitologia grega, Ícaro levou ao extremo o sonho de voar como os pássaros
Na mitologia grega, Ícaro levou ao extremo o sonho de voar como os pássaros (REPRODUÇÃO)

Lenda e realidade

A peça “Nas asas da Imaginação” reúne mitologia grega com experiências reais da humanidade. De acordo com a lenda helênica – do período grego clássico — Ícaro, juntamente com seu pai, Dédalo, construiu asas artificiais a partir da cera do mel de abelhas e penas de pássaros de diversos tamanhos, moldando-a com as mãos para ficarem como asas de verdade. Dessa forma, ambos tencionavam fugir do Labirinto de Creta, onde haviam sido aprisionados pelo rei Minos.

Antes de partir, Dédalo alertou Ícaro para que não voasse muito perto do Sol, para que ele não pudesse derreter a cera das asas, e nem muito perto do mar, pois esse poderia deixar as asas mais pesadas. No entanto, o rapaz não ouviu os conselhos do pai e tomado pelo desejo de voar cada vez mais alto, acabou por se despenhar e caiu no mar Egeu, afogando-se na área que hoje leva seu nome, o Mar Icariano, perto de Icaria, uma ilha a sudoeste de Samos.

O brasileiro Alberto Santos Dumont, surpreendeu o mundo com suas máquinas voadoras no início do século 20
O brasileiro Alberto Santos Dumont surpreendeu o mundo com suas máquinas voadoras no início do século 20 (REPRODUÇÃO)

Alberto Santos Dumont e Anésia Pinheiro Machado foram dois brasileiros pioneiros da aviação. Santos Dumont, no início do século 20, desenvolveu as primeiras máquinas mais pesadas do que o ar capazes de voar, tornando-se um dos homens mais famosos do mundo em seu tempo.

Anésia Pinheira Machado, nascida em Itapeininga, na região de Sorocaba, foi uma das primeiras pilotas de avião do País
Anésia Machado, nascida em Itapetininga (região de Sorocaba), foi uma das primeiras pilotas de avião do País (REPRODUÇÃO)

A itapetiningana Anésia, por sua vez, foi a segunda mulher a conseguir o brevê de aviadora no Brasil – em 1922 –, primeira acrobata aérea e a primeira a realizar um voo solo em céu nacional. Ficou conhecida mundialmente por seu ativismo nas causas feministas e pelas conquistas aéreas durante toda sua vida.

Ação Cultural

O espetáculo voltado ao púbico infantil conta com tradutor de libras. A produção integra o Programa de Ação Cultural (ProAC), do Governo do Estado de São Paulo, e a apresentação em Salto conta com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura.

“Nas asas da Imaginação” tem no elenco os atores Ketlyn Paula e Silva de Azevedo (Anésia), que também assina o figurino, Valter Garcia Chanes Júnior Ator (Dumont) e Osnival José Búfalo Ator (Velho Ícaro). Neste trabalho o Grupo Manto Cia. de Teatro tem a direção artística de Júlio Cesar de Melo e conta com Rendelson Framil Júnior (cenógrafo e diretor de arte), Claudinei de Jesus Rosa (iluminador e técnico de som e luz), Maurício Sérgio Dias (compositor e diretor musical), Angeles Paredes Toral (assistente de produção) e Fabiano Bueno Sampaio (contrarregra). O dramaturgo Luciano Rodrigues Leite também é o produtor da peça.

Serviço

A peça infantil “Nas asas da Imaginação” será apresentada na Sala Palma de Ouro nesta terça-feira (21), às 14h, com entrada gratuita.

Os ingressos devem ser retirados uma hora antes da apresentação na bilheteria do teatro.

A Sala Palma de Ouro fica na rua Prudente de Moraes, 580, no centro de Salto.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4602-8693, no site da Prefeitura de Salto e na página do ProAC.

Salto fica no extremo norte da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), a oito quilômetros de Itu, a 40 quilômetros de Sorocaba e a 70 quilômetros de Iperó.

Confira mais notícias da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) na Agenda Metropolitana e na página Sorocaba de Todos

Comentários