TV Jornal Cruzeiro do Sul
Publicidade (passe o mouse para ouvir)
Carregando...
Miguel Trujillo Filho, foi preso e torturado no Doi-Codi

Nove de outubro de 1975. Era para ser mais um dia comum na vida do professor Miguel Trujillo Filho, na época com 22 anos de idade, que pela manhã lecionava História no Colégio Objetivo, região central de Sorocaba. Mas a aparente tranquilidade foi quebrada quando 20 homens ligados ao Deops foram até a escola e o prenderam. Trujillo foi levado para o Destacamento de Operações de Informações do Centro de Operações de Defesa Interna (Doi-Codi), em São Paulo. A partir dai, foi torturado durante 15 dias consecutivos. ¿Estava no inferno. Ouvia gemidos e gritos de dor vindo de salas que estavam próximas à que eu estava. Logo aqueles que estavam sendo torturados nessas salas passaram a ouvir os meus gritos¿, relembra, com os olhos lacrimejantes e um semblante que mescla indignação e emoção. (19/08/17)

Sorocaba

Região

Polícia

Política

Economia

Esporte

Especiais

Cultura

Vida Pública

Viva com Mais Saúde

Memória Fundec

Entrevista