ESPORTES

São Bento perde em estreia na Copa São Paulo


Depois de segurar o adversário por quase todo o jogo, o São Bento tomou um gol do Bahia no final da partida e estreou nesta quarta (03) com derrota na 49ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com o resultado negativo no Estádio Professor Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá, o Bentinho fechou a primeira rodada na lanterna do Grupo 28 -- já que Manthiqueira e Botafogo-PB empataram por 0 a 0.

O primeiro tempo foi equilibrado, mas nenhum dos times conseguiu criar muito perigo. Foram duas chances efetivas de gol, ambas com Giovanni, do Bahia: a melhor delas saiu já nos acréscimos, quando ele arriscou de longe. Na etapa complementar, o Bentinho permaneceu explorando os contra-ataques até os 36 minutos, quando Rodrigo acertou um chute de fora da área, vencendo o goleiro beneditino, Gabriel Pietro, no seu canto direito.

O lance provocou muitas reclamações dos jogadores do Bentinho, que apontaram um toque de mão de um jogador rival no início da jogada. A equipe comandada pelo técnico Kike Andrade volta a campo no sábado, contra o Manthiqueira, às 9h, também em Guaratinguetá.

Ituano e DB vencem

Já o Ituano abriu sua participação goleando o Santa Cruz-AL por 4 a 0, no Estádio Dr. Novelli Júnior, em Itu -- sede do Grupo 16. Martinelli inaugurou a contagem aos seis minutos do primeiro tempo e Canhota ampliou aos 29". Ele voltou a marcar aos cinco minutos do segundo tempo, num gol olímpico, após cobrança de escanteio. Por fim, Gustavo, aos 39", fechou a conta ao invadir a área. O próximo jogo também será no sábado, às 14h, contra o XV de Piracicaba.

Em Porto Feliz, no Estádio Municipal Ernesto Rocco, o Desportivo Brasil também fez bonito e bateu o União-MT por 3 a 1. Todos os gols foram marcados no tempo complementar: Marcelo fez 2 a 0, aos quatro e aos 10 minutos, e Rodrigo anotou o seu aos 28". Marcelinho descontou aos 41". Anfitriã do Grupo 14, a equipe portofelicense volta a campo no sábado, às 14h, para encarar o Londrina.

Os grandes

O São Paulo começou a busca pelo quarto título da Copa São Paulo em grande estilo. Na noite de ontem, o Tricolor tomou um susto ao sair atrás no placar, mas conseguiu se recuperar e goleou o Cruzeiro-DF por 6 a 2, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

Com o resultado, o São Paulo saltou para a liderança do Grupo 10, ultrapassando o Botafogo-SP, que derrotou o Sergipe, por 2 a 1, no outro jogo da chave.

No ano passado, o Corinthians venceu o Batatais por 2 a 1 na decisão e conquistou o seu décimo título da Copa São Paulo, o dobro de conquistas do segundo maior vencedor, o Fluminense, que tem cinco. Para chegar ao 11º troféu, no entanto, a equipe não deve ter tanta facilidade. A estreia é hoje, às 21h40, contra o Corumbaense-MS, na Arena da Fonte, em Araraquara.

Além das caras novas do time, necessárias para manter o limite de idade de 20 anos, a equipe também mudou de treinador. Saiu o campeoníssimo Osmar Loss -- que conquistou dois títulos e dois vices em quatro anos no comando do time e agora é auxiliar técnico de Fábio Carille -- para a entrada do ex-lateral Diego Coelho.


Médico baiano se recusa a atender são-bentistas

O jogo entre Bahia e São Bento ficou paralisado durante o primeiro tempo porque, conforme registrado na súmula pelo árbitro Daniel Carlos Luciano Fernandes, o médico do Tricolor, Rafael Soares Cunha Garcia, recusou-se a prestar atendimento médico a um atleta são-bentista. Nas partidas em que um dos times não dispõe de médico à sua disposição, o atendimento de seus jogadores pelo adversário, em caso de necessidade, é prática corriqueira -- à exceção desta quarta.

De acordo com o relato da arbitragem, o jogo foi interrompido aos 30 minutos. "Pedi educadamente para que o mesmo (o médico do Bahia) atendesse a ambas as equipes e expliquei que caso ele continuasse a se recusar a atender a equipe adversária, o jogo não poderia ter prosseguimento", escreveu o árbitro. A resposta do médico foi assim registrada: "Eu sou contratado pelo Bahia e por isso só irei atender os jogadores dessa equipe. Existem outros médicos aí que podem exercer essa função, é só você ir lá chamar um na ambulância."

Diante da recusa, o fiscal da partida teve de se deslocar a uma das duas ambulâncias localizadas no estádio e trazer outro médico, José Antônio Camargo Cartagena Filho, para atender a equipe do São Bento. A partida foi reiniciada após três minutos, contabilizando dez de atraso.



comments powered by Disqus