ARTIGOS

Feliz Ano Novo!


Como é maravilhoso poder sorrir, sonhar, amar, quando há tantos que não conseguem sorrir, não amam, não sonham e não tem um lar para voltar.
 
Caros leitores, devemos agradecer a Deus a oportunidade de podermos trilhar este caminho em busca de existência mais útil e salutar. Muitas vezes, os frutos mais saborosos ficam nas partes mais altas das árvores espinhosas e não é fácil apanhá-los; mas, quando conseguimos, o nosso esforço é mais valorizado.
 
As dificuldades existem e sempre existirão em nossa vida, principalmente neste conturbado mundo em que habitamos, onde parece haver uma constante guerra entre o bem e o mal que parece vencer em muitas ocasiões. Porém, não devemos desanimar, e sim, reunir as forças para retornar com mais vigor ao bom combate. Apesar da luta ser árdua e difícil, ela será sempre muito importante para aumentar nosso valor e desenvolver nossas potências amorosas, inteligentes, espirituais e intelectuais.
 
Devemos olhar pra frente sem esquecer os ensinamentos do passado. Também são muito importantes as lições que nos dão outras pessoas de boa vontade, que, geralmente no anonimato, se dedicam com muito amor aos semelhantes, numa ação verdadeiramente benéfica.
 
O mundo, queridos amigos, todos sabemos, é cheio de altos e baixos e uma situação aparentemente triste pode ocultar o motivo de uma intensa alegria posterior. Igualmente, uma situação alegre pode esconder situações de grande tristeza, por isso precisamos aprender a valorizar a totalidade da nossa existência, sem nos perder nos breves instantes de alegria ou de tristeza. É de suma importância que aprendamos a cultivar a tranquilidade para refletir, principalmente no que significa ter amigos. Porém, muito mais importante do que saber quem são nossos verdadeiros amigos é saber se nós podemos ser considerados amigos dedicados, leais e sinceros, pelos outros. As pessoas que não têm este conhecimento dado por reflexões profundas, não conseguem ser coerentes com a proposta de buscar maior aprimoramento espiritual e crescimento afetivo.
 
É com o espírito voltado para a busca do crescimento espiritual e da paz entre os homens de boa vontade que esperamos que, em 2018, as pessoas procurem amar mais do que serem amadas, compreender mais do que serem compreendidas, pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é sendo amorosos que somos amados.
 
Jamais devemos esquecer que nos momentos mais críticos e difíceis podemos contar com Deus, essa força extraordinária da natureza que não desampara nenhum dos seus filhos. É Ele, a fonte suprema de todo amor e de toda inteligência, a iluminar nossas mentes e corações, para que possamos trilhar o caminho do bem, da decência e das atitudes que constroem um mundo melhor, mais humano, mais amoroso e civilizado. Quando Ele nos cede uma simples fagulha do seu olhar, num relance de átimo de segundo, é o suficiente para encher de alegria nossas vidas e fazer brilhar uma luz imensa em nossa consciência.
 
Finalizo, desejando aos queridos amigos leitores um Feliz Ano Novo!
 
João Francisco R. Brotas é vice-presidente do Gabinete de Leitura Sorocabano, membro da Academia de Letras de Votorantim e relações públicas do NUPEP
 
Excepcionalmente hoje deixamos de publicar o artigo da Unesp-Sorocaba
 



comments powered by Disqus