ESPORTES

Zidane nega favoritismo do Real contra o Grêmio


Zinedine Zidane, técnico do Real Madrid, recusou o favoritismo da equipe diante do Grêmio na final do Mundial de Clubes, em entrevista coletiva que antecede o duelo deste sábado (16), às 15h - horário de Brasília -, em Abu Dhabi. "Não acho que o Real Madrid seja favorito. Uma final é sempre a mesma coisa, é 50 a 50. O Grêmio teve méritos para estar na final. Joga tudo em um jogo e não existe favorito", disse Zidane.

O francês indicou que o time merengue está motivado para conquistar o Mundial de Clubes. Em caso de vitória, Zizou levantaria o quinto título do ano, após as conquistas da Liga espanhola, Liga dos Campeões e das Supercopas da Espanha e da Europa. "Estamos com esperança, é a palavra que eu gosto. Queremos trazer outro título para casa. Agora que estamos na final, estamos com o maior desejo de voltar com esse troféu", disse Zidane.

O treinador também recusou a análise de que o Real Madrid jogou mal contra o modesto Al Jazira de Abu Dhabi, nas semifinais, com vitória por 2 a 1 após terminar o primeiro tempo perdendo por 1 a 0. "Não acho que estivemos mal. Tivemos chances. O que foi esquisito foi não meter um gol em 45 minutos. Se tivéssemos feito, teria sido completamente diferente. Precisamos pensar na final e em fazer um jogo melhor, porque vamos enfrentar um rival muito melhor e mais complicado", resumiu.

Zidane não concordou com as palavras do técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, que disse que em sua época de jogador foi melhor do que Cristiano Ronaldo. O treinador manteve sua opinião nesta sexta (15). "É um pouco forte dizer isso. Cada um pode opinar e tem esse direito, mas eu não concordo. Cristiano é muito melhor pelo que fez e demonstrou, mas ele disse isso e é preciso respeitar", indicou.

Luan sabe da responsabilidade de enfrentar o Real Madrid

Principal jogador do Grêmio na temporada, Luan afirmou nesta sexta-feira (15) que sabe da responsabilidade de disputar a final do Mundial de Clubes contra o Real Madrid e mostrou a admiração por Cristiano Ronaldo. "Admiro Cristiano Ronaldo por ele ser o melhor do mundo, pelas qualidades que tem. Não só dentro de campo, mas fora dele. É um exemplo de pessoa", disse o a tacante de 24 anos.

Ainda assim, o jovem afirma estar concentrado na final. "Jogar no Grêmio, disputando a final do Mundial, sei a responsabilidade que é. Tenho isso em mente", explicou. "Tenho uma responsabilidade, mas se estamos aqui não é pela minha atuação individual e sim pelo jogo coletivo", acrescentou Luan.

O atacante e o meia Arthur, desfalque no Mundial por lesão na partida de volta da final da Libertadores, foram os principais atletas da equipe no ano. "Talvez um de nós se sobressaia em certos jogos. Vou dar o máximo no sábado para marcar gols e ajudar o time", resumiu o atacante.

Luan indicou que o time, acostumado a atacar, não vai se inspirar na estratégia do Al Jazira, que complicou a partida contra o Real Madrid na semifinal apostando em contra-ataques. "O Al Jazira tem uma tática diferente da nossa. Vamos jogar como todo o ano. Não vamos mudar agora na final do Mundial. Temos que fazer o que viemos fazendo", indicou. "Este jogo é um dos mais importantes da minha vida. Sabemos o que é preciso fazer no campo, a comissão técnica vai nos dar algumas indicações a mais, mas sabemos o que fazer", explicou. (AFP)



comments powered by Disqus