A vida chama

Instalação estimula a empatia


Você já deve ter ouvido um provérbio que diz que não podemos julgar ninguém a menos que tenhamos caminhado uma milha com os seus sapatos. Esse é o princípio básico da empatia, a capacidade psicológica de sentir o que outra pessoa sentiria caso estivéssemos na mesma situação vivenciada por ela. 
 
Até o dia 17 de dezembro, tem uma instalação muito bacana acontecendo no parqueIbirapuera, em São Paulo, que permite que a gente sinta na pele esta experiência. Chama-se “Caminhando em seus sapatos”. Eu estive lá. 
 
Funciona assim: no portão três do parque você encontra um contêneir bem grande. Dentro dele estão 25 caixas de sapatos. Ao escolher um par, você os calça e caminha pelo espaço enquanto ouve, pelo fone de ouvidos, a história verídica da pessoa à qual eles pertenceram. A vivência dura apenas dez minutos, mas propicia uma experiência participativa e envolvente e convida o público a repensar as relações sociais de preconceito, conflito e desigualdade.
 
Eu calcei os sapatos de um ator homossexual que trabalha como a Drag Queen Tchaka. E durante o seu relato senti toda a dor, a beleza e a força de ser quem ele é. 
 
Recomendo a experiência!
 
O Museu da Empatia acontece até o dia 17 dezembro. De terça a sexta, das 10h às 19h. Sábado e domingo das 11h às 20h. Portão três do parque Ibirapuera. Entrada Grátis.
 
Rita Bragatto é psicanalista e jornalista
Email: rita.bragatto@gmail.com
Facebook https://www.facebook.com/rita.bragatto.escritora/



comments powered by Disqus