Go Fashion

Por que as roupas das passarelas são tão estranhas?


Por Julia Rolim
 
 
Olá! Este é o meu primeiro post aqui no canal, então quero inaugurar o blog Go Fashion com um assunto um pouco confuso para a maioria – e até um pouco polêmico – sobre moda.
 
Desde sempre, quando dizia que queria estudar moda e ser uma estilista, me perguntavam: “mas você não vai fazer aquelas roupas estranhas que ninguém vai usar, né?”. O que as pessoas fora do ramo da moda não entendem é que o que aparece nas passarelas são as tendências apresentadas de maneira conceitual. Os estilistas mostram, da maneira deles: com muita criatividade e formas diferenciadas, quais serão as tendências da próxima estação.
 
Portanto, as roupas que vemos nos desfiles são peças conceituais, que servem apenas para apresentar as cores, formas, estampas, tecidos, acessórios que estarão em alta em alguns meses.


Peças inusitadas na passarela - Reprodução

Mas, de onde vêm essas tendências? Como elas surgem? 
 
As tendências são criadas através de resultados de pesquisas, análises e estudos sobre fenômenos sociais que acontecem nas ruas ou também de outras áreas, como economia, tecnologia, cinema, novelas, etc. A tendência faz referência e analisa o passado, o presente e dá sinais do que vai acontecer naquele determinado tempo e isso interfere no consumo e comportamento das pessoas. (Há uma hipótese de que as tendências são manipuladas pelas indústrias têxteis, criadas a partir dos tecidos que sobram de confecções e são lançados como tendências para não haver desperdícios; porém não encontrei fontes confiáveis afirmando isso).
 
“A moda é o espelho da sociedade, as tendências identificam os desejos desta sociedade” - autor desconhecido.


Passarela - Reprodução
 
Há um profissional responsável por correr atrás dessas informações, pesquisar e analisar o comportamento e, deste estudo, retirar e filtrar as tendências. Este é o papel do "cool hunter" ou "caçador de tendências". 
 
Resumidamente, o cool hunter é um profissional observador, dotado de senso crítico e curiosidade. Um pesquisador ávido e muito sensível para prever situações e tendências que virão num futuro próximo, com base em ações e eventos que acontecem no presente. Tudo que ele descobre é captado através da observação do comportamento da sociedade e das pesquisas realizadas por ele. 


Roupas - Reprodução
 
Mas voltando ao assunto… 
 
Nem tudo que é visto em desfiles é para ser usado. Como disse anteriormente, os looks de passarela são totalmente conceituais – como parte de uma moda conceitual. Mas afinal, o que isso significa? A moda conceitual é uma forma de comunicação utilizada pelos estilistas para expressar suas ideias, criatividade e conceitos que estão propondo ao consumidor ao lançar uma nova coleção.
 
Um dos maiores objetivos dos estilistas em um desfile é causar impacto, então muitas vezes eles exageram e reforçam imagens que servem para ser entendidas conceitualmente e não usadas no corpo. Eles não querem que as pessoas saiam por aí vestidas daquele jeito, o que eles querem é apenas apresentar as tendências de uma forma diferente, impactante e não tão usual.


Passarela - Reprodução
 
Espero não ter sido muito redundante em minha explicação, e espero também ter ajudado as pessoas que tinham ou que sempre tiveram esta dúvida. Moda não é tão estranho e difícil quanto parece, mas também não é tão fácil e fútil como pensam... Hahaha! 
 
Se ainda tiver dúvidas, me mande um email. Prometo tentar esclarecer suas dúvidas. Até a próxima!



comments powered by Disqus