SOROCABA E REGIÃO

Vereadores aprovam na primeira votação projeto que cria Frente LGBTQIA em Sorocaba



A criação da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBTQIA foi aprovada nesta terça-feira (05) pela Câmara Municipal em primeira discussão. A sigla engloba lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, queer, intersexuais e assexuais. A proposta foi aprovada na votação em bloco quando o tucano José Francisco Martinez presidia a sessão, o que gerou a revolta do vereador Luis Santos (Pros) que não teve tempo de anunciar seu voto contrário. Ele disse se considerar enganado com o que chamou de "rasteira" e fez questão de que seu voto fosse registrado na ata da sessão. Amanhã será votada a criação do Conselho Municipal dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, e Transgêneros.

Enquanto a frente parlamentar deverá ser composta por quatro vereadores com o objetivo de discutir políticas públicas relacionadas à luta contra a discriminação, o conselho será um órgão de caráter consultivo, mas também com a função de apresentar sugestões de programas governamentais para a causa. O grupo deverá ser formado por 21 membros entre pessoas ligadas ao poder público e à sociedade civil. O projeto de lei que trata da criação do conselho é de autoria do prefeito José Crespo (DEM).

Também amanhã, em sessões extraordinárias, serão votados quatro projetos de lei da Prefeitura que autorizam a obtenção de empréstimos que somam quase R$ 100 milhões para a realização de diversas obras como a abertura de novas vias no Residencial Carandá e Parque São Bento além da pavimentação da rua Augusto Lippel, na zona sul, que receberá um viaduto de ligação com a rua João Wagner Wey por cima da rodovia Raposo Tavares.



comments powered by Disqus