ARTIGOS

A conversa é com você


Geraldo Bonadio

É comum que, ao lermos a Palavra de Deus, encontremos aqui e ali normas e recomendações que nos parecem feitas sob encomenda para alguém com quem convivemos na casa, no trabalho, na escola e assim por diante. Vamos então dizendo, para nós mesmos: A vizinha deveria ler este versículo! Parece que o apóstolo redigiu esse trecho pensando na minha irmã!

Usar a Bíblia como se fosse um fuzil automático a disparar, de modo incessante, sobre os que estão à frente, ao lado ou à retaguarda é uma conduta que, com toda certeza, desagrada o Senhor. A pessoa com quem o Eterno quer conversar, através das Escrituras, neste instante, é você e ninguém mais.

Use as medidas que a Palavra define para medir a si mesmo, determinar se a sua misericórdia é suficientemente longa, seu amor tão profundo quanto o necessário e sua disposição de compreender, encorajar e apoiar aqueles ao seu redor é tão grande quando a situação exige. Em observando alguma discrepância, cuide de corrigir a si mesmo e deixe que o Pai se encarregue de, no devido momento, providenciar a correção de que o outro possa estar necessitado.

Quando o celular toca, aquele que está ligando quer falar com você e não com outra pessoa. Do mesmo modo, as lições de Jesus têm você como destinatário. E não adianta pedir para alguém dizer que você saiu e esqueceu o telefone ou qualquer coisa desse tipo. Deus sabe que é você quem finge ausência para não ter de ouvir a Palavra.

"E por que tu observas o cisco que está no olho de teu irmão, e não percebes a viga que está no teu próprio olho? Ou como dirás ao teu irmão: Deixa-me tirar o cisco do teu olho, e, eis uma viga no teu próprio olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verá com clareza para tirar o cisco do olho do teu irmão."

Evangelho de Mateus
Bíblia King James Fiel



comments powered by Disqus