ARTIGOS

Deus rejeita a opressão e o suborno


Geraldo Bonadio

Violência e injustiça -- faces da mesma moeda -- são características do mundo atual. O Brasil é um dos maiores produtores de alimento do planeta, mas, na maior de suas cidades, São Paulo, os pobres mais não sabem o que comerão no dia seguinte, nem se terão o que comer.

Ficamos sabendo, dias atrás que, a cada ano, o número de jovens brasileiros vítimas de morte supera o dos mortos de igual idade no Afeganistão, em que há uma guerra em andamento. Na mesma semana, um dos maiores jornais do país registrou que, nas áreas pobres da capital paulista, geladeiras vazias e crianças que, sem café da manhã, almoçam e jantam só macarrão instantâneo, enquanto os pais, às vezes, nada comem, são presenças constantes.

Miséria e violência, faces da mesma moeda, comprovam o acerto do ditado de que "em casa onde não há pão, todos gritam e ninguém tem razão".

Todos aspiramos viver em paz, sem sermos acossados pela violência e pelo crime; sem que nossas famílias precisem entrincheirar-se em casa e usar de grande cautela antes de abrir a porta a quem chega. Isso exige o enfrentamento da criminalidade e, também, a correção das situações que negam, a tantos homens, mulheres e crianças, possibilidades de sobrevivência digna e desenvolvimento -- realidade que colide frontalmente com o plano de Deus para o mundo.

O Evangelho o conclama a modificar esse quadro através da oração, pedindo ao Altíssimo que toque os corações de cada ser humano, em especial os que detêm alguma parcela de poder, e também pelo seu agir.

Ouça e ponha em prática a Palavra de Jesus e ajude a construir um mundo melhor e mais justo para todos.

"Ai dos que convertem a justiça em veneno e arrastam pelo chão o direito, odeiam os fiscais do tribunal e detestam quem depõe com exatidão."

Amós 5:7
Bíblia do Peregrino



comments powered by Disqus