ARTIGOS

Folhas verdes em meio à estiagem


Geraldo Bonadio

A provisoriedade inquieta e, não raro, desestabiliza. Apesar disso, aprenda a conviver com ela, pois trata-se do traço mais profundo e marcante da realidade que nos envolve.

Uma consequência disso é a continuada tensão entre o anseio das pessoas em alcançar e manter seus objetivos e a incessante erosão a que o tempo e a vida os submetem. É como se o mundo nos recordasse, momento a momento, o caráter passageiro de tudo quanto empreendemos ou conseguimos.

A conduta regrada, os exercícios contínuos e uma ou outra intervenção cirúrgica podem dar à pessoa um corpo escultural e assegurar-lhe a admiração que a beleza física e o equilíbrio dos traços suscitam. Se for esse o seu caso, desfrute do bem-estar e da satisfação alcançados, sem olvidar que o passar do tempo fará com que essa imagem perfeita se modifique, pouco a pouco.

Talento para os negócios, trabalho determinado e moderação nos gastos multiplicam os haveres e garantem estabilidade financeira. Mas todos conhecemos dezenas de histórias de fortunas construídas e, a seguir, desfeitas. O mesmo ocorre com o sucesso, o prestígio, o poder.

Confiante no Senhor, busque com empenho pessoal o bem-estar e o conforto para si e os seus. Faça o que lhe cabe para preservar e ampliar o que foi conquistado e alegre-se pelo dia de hoje. Confie ao Altíssimo o cuidado com o amanhã, pois só ele, que está além e acima do tempo, pode dar ao seu coração a tranquilidade e a segurança constantes que almeja.

"Bendito que confia no Senhor e nele busca seu apoio! Será uma árvore plantada junto às águas, arraigada junto à corrente; quando chegar o mormaço, não temerá, sua folhagem continuará verde, no ano de seca não se assusta, não deixará de dar fruto."

Jeremias 17:7-8
Bíblia do Peregrino



comments powered by Disqus