CULTURA

Jurema Nascimento faz show na cidade em homenagem a Rita Lee


"Ovelha negra", emblemática música da cantora e compositora de Rita Lee gravada no disco "Fruto proibido" (1975), dá nome ao show que a cantora Jurema Nascimento e a banda Ritantes apresentam nesta terça-feira (14), às 20h, no auditório Pedro Salomão José (rua Doutor Eugênio Salerno, 298, anexo à escola Getúlio Vargas). Os ingressos limitados custam R$ 15 e serão vendidos no local a partir das 19h.
 
O espetáculo é um tributo à Rita Lee e contará com 29 canções de diferentes fases da carreira da "rainha do rock brasileiro", que em 31 de dezembro completará 70 anos de idade. "Vai desde [as bandas] Os Mutantes e Tutti Frutti até os trabalhos mais recentes, em parceria com o Roberto de Carvalho", afirma Jurema.




O show começou a ser planejado há um ano, depois que Jurema, encorajada por amigos, aceitou o desafio de cantar rock and roll. "Eu sempre cantei em festas de casamento, eventos beneficentes e serestas, mas meu repertório sempre foi mais de MPB, como Chico Buarque, Caetano Veloso, Milton Nascimento...", afirma. Somente ao olhar para o próprio repertório com atenção, Jurema se deu conta de que as músicas de maior sucesso de Rita Lee eram recorrentes em suas apresentações, em boa medida para atender os pedidos pelo público.
 
Neste período, Jurema foi presenteada por um de seus filhos com o livro "Rita Lee: uma autobiografia". "Quando li o livro descobri que ela tem uma coerência muito grande entre o que vive e o que escreve, e que é uma multi-artista multitalentosa. Minha admiração por ela aumentou ainda mais", relata.
 
Para recriar a sonoridade roqueira de Rita Lee, Jurema estará acompanhada de uma banda composta pelos músicos Nilton Leal (guitarra), Auro Camargo (teclado), Amaral (bateria) e Luís Alberto (contrabaixo). Formada especialmente para o tributo, a banda ganhou o nome de Ritantes que, segundo seus integrantes, não resulta da contração de Rita com Mutantes, a lendária banda de rock psicodélico que, no final da década de 1960, tinha a jovem e graciosa Rita Lee nos vocais. "Os Ritantes são aqueles que ritam, que querem agir e ter a qualidade da Rita: atuantes, pensantes, instigantes, provocantes, emocionantes, cativantes e, é claro e por que não dizer: Irritantes", comenta o guitarrista Nilton Leal.




Segundo Jurema, além de ensaios semanais, a produção do show foi ameaçada por um ponto sensível: a definição do repertório. "Ela tem centenas de músicas que daria para fazer vários shows diferentes, tivemos que quebrar muito a cabeça. Mas como ela mesma diz, a gente ficou "apertando os parafusos" até que tudo desse certo", brinca.
 
No show, Jurema e a banda Ritantes vão apresentar um panorama de toda a carreira da cantora, desde "Flagra", que faz alusão à infância de Rita, que passava as férias "no escurinho do cinema" de seu tio, em Rio Claro, à "Mania de você", canção preferida da própria compositora. O repertório ainda inclui "Ando meio desligado" e "Balada do louco", dos Mutantes, e sucessos de sua carreira solo como "Desculpe o auê", "Caso sério", "Só de você" e "Alô, alô, marciano". 
 



OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus