ESPORTES

Lucas Lima diz que pode fechar com o Palmeiras se ficar no Brasil


Não há nada assinado e o pré-contrato não foi sequer produzido, mas Lucas Lima e seu estafe avisaram ao Palmeiras que, caso opte por continuar no Brasil, o jogador vestirá a camisa alviverde em 2018.

Não é à toa que o próprio meio-campista admitiu recentemente a possibilidade de jogar no rival do Santos na próxima temporada. Também não é por acaso que Lucas parou de provocar os palmeirenses nas redes sociais, fato que se tornou comum durante os anos de rivalidade mais intensa entre os clubes após seguidas decisões.

No Palmeiras, internamente, o possível reforço já é tratado com naturalidade e a aposta é que as alfinetadas recentes serão esquecidas após as primeiras atuações. Um rompimento com o Santos também não é temido com o discurso de que tudo o que tem sido feito está dentro das normas de Fifa, que estabelece que um atleta pode firmar vínculo com uma nova equipe até seis meses antes do término de seu contrato.

Nem o diretor de futebol, Alexandre Mattos, tampouco o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, admitem uma negociação, mas as conversas com a NN Consultoria, do pai de Neymar, e com o agente Edson Khodor, que cuidam da carreira do meia, já estão em andamento. São eles que decidirão o futuro do jogador após o contrato com a equipe da Vila Belmiro, que vai até dezembro.

Se a negociação for concretizada, o Palmeiras receberá o meia sem custos de transferência, precisando arcar apenas com luvas e salários. A boa situação econômica do clube e o apoio quase que irrestrito da Crefisa tornam a operação mais fácil. Pessoas próximas ao jogador já admitem que o Palmeiras é o clube mais atraente no cenário brasileiro, e veem com dificuldade a permanência na Vila Belmiro.

Em entrevista na última terça-feira (17), Mattos repetiu o discurso padrão sobre todo grande jogador interessar ao Palmeiras. Segundo ele, qualquer ação neste sentido só será tomada após o fim das negociações entre Lucas e o Santos pela renovação.

A boa relação entre o dirigente e Neymar pai é decisiva para que o negócio se viabilize. Como já mostrou o UOL Esporte, eles se encontraram durante a concentração da seleção brasileira na Academia de Futebol.

O empresário, inclusive, teve tratamento de luxo ao lado de seu filho. Foram filmados durante quase todo o tempo pela TV Palmeiras, deram um tour para conhecer as novas instalações e ficaram juntos durante todo o trabalho comandado por Tite em uma área reservada para convidados.

O Santos, que ainda tem o atleta sob contrato, não pode interferir nessa negociação, já que Lucas Lima está no fim do contrato e até já poderia assinar um pré-contrato. Em julho, o clube alvinegro fez uma proposta de R$ 600 mil mensais mais luvas, que fariam do armador o jogador mais bem pago do elenco. Até agora, no entanto, ele ainda não respondeu a oferta. (Folhapress)



OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus