SOROCABA E REGIÃO

Contêineres de lixo nos bairros ficam para 2018


Promessa de campanha da chapa “Renasce Sorocaba”, composta com José Crespo (DEM) e Jaqueline Coutinho (PTB), a volta dos contêineres ainda não aconteceu integralmente na maior parte da cidade. Atualmente, apenas 36 dos mais de 300 bairros de Sorocaba, além dos corredores comerciais e da região central, contam com os recipientes para a coleta. A Prefeitura informou que a previsão é de a expansão ocorra somente no ano que vem, mas sem data definida. 
Em nota, a administração informou que não existe cronograma para a implantação dos contêineres “em razão do contingenciamento de despesas”. Um cronograma deve ser elaborado para 2018, a partir da aprovação, pela Câmara Municipal, do Plano Plurianual (PPA). 
Os bairros contemplados com contêineres atualmente são Parque São Bento, Vila Helena, Lopes de Oliveira, Jd. Itapuã, Jd. Douglas Lara, Pq. Vitória Régia, Jd. Marli, Jd. Marcelo Augusto, Jd. Henrique, Jd. Luciana Maria, Jd. Califórnia, Jd. Sol Nascente, Júlio de Mesquita, Jd. Sta. Bárbara, Jd. Montreal, Jd. Tropical, Central Parque, Jd. Arcos Iris, Jd. Verde Vale, Villagio Torino, Jd. Piazza Di Roma, Jd. Tulipa, Jd. Itanguá, Jd. São Marcos, Jd. Manchester, Jd. Ipiranga, Vila Sabiá, bairro dos Morros, Jd. João Romão, Jd. Zacarias, Brigadeiro Tobias, Vila Astúrias, Aparecidinha. Vila Amato, Jd. Josane e Jd. Topázio. Ao todo, segundo dados oficiais, eles contam com 4.554 contêineres de 1 mil litros e 728 de 240 litros.
Moradores improvisam
Quem mora em locais que ainda não contam com os contêineres precisa criar sistemas para evitar problemas com o lixo. No Jardim Casa Branca, por exemplo, os coletores passam às segundas, quartas e sextas-feiras. É nestes dias que a diarista Delercia de Melo Trindade, 55 anos, deixa os sacos de lixo sobre galhos de uma árvore em frente à sua casa. A estratégia é para evitar a curiosidade dos cães. “Os cachorros rasgam os sacos e fazem muita sujeira”, reclama, lembrando que o problema não existiria caso houvesse contêineres nas proximidades.
Situação semelhante vive o aposentado Juramir Aparecido Proença, 50. Morador do Parque Paineiras, ele até elogia o trabalho dos coletores, mas lembra que a presença dos cães realmente causa problemas. “Passa um funcionário, que vai recolhendo os sacos e deixando num mesmo lugar. Aí o caminhão vem e leva tudo”, conta. “Mas se tivesse o contêiner realmente seria melhor”, completa.
No final de julho, a Prefeitura prorrogou por mais um ano o contrato com o Consórcio Sorocaba Ambiental (CSA) para a prestação de serviço de coleta de resíduos sólidos domiciliares e comerciais gerados no município, incluindo conteinerização e varrição. O novo valor, de R$ 87 milhões, é 10,7% maior do que o contrato anterior, de R$ 78,6 milhões. Legalmente, o termo pode ser reajustado até julho de 2020 (60 meses após a assinatura do primeiro contrato).
Vandalismo
Ainda de acordo com a Prefeitura, cerca de 250 contêineres são alvos de vandalismo anualmente. Quem flagrar uma situação como esta pode entrar em contato pela central de atendimento, via telefone 156 ou site www.sorocaba.sp.gov.br.


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus