SOROCABA E REGIÃO

Urbes orienta sobre trânsito na FUA

O encarregado de Projetos para Educação de Trânsito da Urbes, Joel Miguel, comandou na quarta-feira (11) no auditório do jornal Cruzeiro do Sul palestra sobre o programa Faixa Viva. A atividade foi dirigida a funcionários da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA). A capacitação aconteceu em dois horários e consiste numa das estratégias da Urbes para educar as pessoas para que adotem novas posturas no trânsito e o pedestre seja priorizado em sua travessia. 

O programa atende a lei datada de 2013 de autoria do então vereador e hoje prefeito José Crespo (DEM). A cidade, segundo Miguel, tem algo em torno de 4 mil faixas de passagem de pedestres. O técnico disse que não respeitar esse limitador é infração de natureza gravíssima, que pode resultar em multa de R$ 293,47, além de 7 pontos na carteira de habilitação.

Durante a capacitação, a Urbes abordou a fragilidade do pedestre e a necessidade do respeito de outros modais. Na palestra, também foi destacada a importância da comunicação entre os usuários da via, por meio da sinalização que uma pessoa deve fazer para mostrar a sua intenção de atravessar a via e assim garantir a sua segurança. 

A ideia, conforme a Urbes, é educar a todos. O pedestre deve obedecer à sinalização de trânsito específica e somente andar na faixa própria. No semáforo, ele deve esperar até que o sinal feche para os carros. Para a travessia em faixa sem semáforo, o pedestre, ainda na calçada, deve estender o braço com a mão aberta, e só atravessar quando os carros pararem. 

Já os motoristas devem reduzir a velocidade do veículo ao avistarem uma faixa de pedestre e, quando houver um pedestre indicando querer atravessar, parar o veículo para que ele atravesse com tranquilidade e segurança. 


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus