SOROCABA E REGIÃO

Crespo bate boca com populares durante evento

O prefeito José Crespo (DEM) se desentendeu com popularesem cerimônia realizada na Praça da Igreja São Jorge, nesta sexta-feira (11), sobre a ampliação dos horários da linha 66 (Ipatinga), que atende aos moradores do bairro George Oetterer, em Iperó. O prefeito chegou a mandar um homem "ficar na sua" durante uma discussão com populares, conforme registrado em vídeo. Crespo foi vaiado por um grupo de moradores que participava do evento e a discussão teve início quando ele discursava sobre uma estrada, que seria a que faz ligação entre Sorocaba e Iperó, que é de responsabilidade do governo estadual.


Na presença de autoridades, líderes de bairro, além de moradores de George Oetterer, Crespo foi interrompido por um popular enquanto discursava sobre a estrada, ao dizer que ela seria de responsabilidade do Estado, e não das prefeituras de Sorocaba e de Iperó. "Essa estrada é do Estado, e se alguém ainda não recebeu essa informação, e cada um tem a obrigação de cuidar do que tem. Nós na Prefeitura de Sorocaba e de Iperó temos obrigações de coisas nossas, que tem que vir na frente, como já falei, saúde, educação. Isto é importante, mas o dono da estrada não é a Prefeitura nem de Sorocaba e nem de Iperó, é do Estado". Em seguida, um homem o interrompe e afirma que já foi destinada verba para a rodovia: "mas já veio verba para isso e vocês não fizeram".


Na sequência, Crespo respondeu que não veio e que o popular estava mal informado: "não, não veio, o senhor está mal informado". E o homem retrucou o prefeito: "já veio sim, veio sim".


Crespo respondeu o popular e disse novamente que ele estava mal informado: "eu creio que o senhor é uma pessoa do bem e está apenas mal informado. Eu respeito o senhor e eu peço que o senhor respeite as demais pessoas que estão aqui porque o senhor está mal informado. Você está mal informado e eu sei bem melhor que o senhor isso daí. Então, por gentileza, fique na sua porque aqui ninguém precisa ser desrespeitado pelo seu discurso. Voltando a estrada...". Em seguida, uma mulher também questiona Crespo e diz: "Veio verba sim, o povo não está mal informado".


O prefeito de Sorocaba tenta retomar seu discurso, mas um grupo de pessoas começa a bater palmas e grita palavras de ordem contra ele, e de forma irônica grita: "viva o prefeito"!


Então, Crespo encerra o discurso e diz que gostaria de falar mais, mas que não poderia. "Deixando esse abraço com vocês, eu gostaria de falar muito mais, mas não posso e vou encerrar contando um segredo. Mas espero que vocês não contem para ninguém. Mas hoje vim apenas para a gente lançar juntos este nosso benefício que são os novos horários. Mas eu quero contar para você o segredo".


Novamente Crespo é interrompido pelos populares que batem palmas e gritam palavras de ordem contra ele. E o prefeito continua: "eu não estou entendendo exatamente o que estão falando. Mas terá o momento para isso, e que aqui é o cerimonial. Uma palavra mágica na vida da gente chama-se respeito. Infelizmente, nem todas as pessoas evoluíram ao nível de algo tão importante que estamos fazendo. Então, peço que ninguém fique constrangido e vamos até como cristãos orar para que essas pessoas que estão desrespeitando todos os demais para que possam evoluir afim de respeitar. Mas respeito é uma coisa que a gente tem que aprender com a vida. Eu as respeito, mas quero dizer que quem não sabe respeitar um dia vai aprender. Deus vai dar a mesma oportunidade. Um abraço a todos e uma boa semana".


A solenidade contou também com a presença do vereador Fernando Dini (PMDB), e do secretário de Comunicação e Eventos, Eloy de Oliveira, além dos vereadores de Iperó: Sérgio Poli Simon, Fábio Augusto de Campos, Valter Rodrigues Vieira e Luiz Gonçalves da Silva Filho.


Prefeitura


Em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação e Eventos, a Prefeitura negou que tenha ocorrido discussão entre o prefeito e populares durante o evento. "Apenas um popular disse que teria vindo uma verba para consertar a estrada e o prefeito afirmou que ela não veio. Estudantes tentaram tumultuar a partir disso. Depois foram contidos pela professora delas, que conversou com o prefeito", citou.



comments powered by Disqus