SOROCABA E REGIÃO

Bolo teria sido o início do embate entre vice e assessora, diz Crespo

O embate entre a vice-prefeita Jaqueline Coutinho e a ex-assessora Tatiane Polis teria começado por causa de um bolo. Essa é a versão do prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), anunciada durante uma entrevista coletiva ocorrida nesta segunda-feira (17) no sexto andar do Paço Municipal.

O caso teria ocorrido durante a campanha eleitoral de 2016. Segundo Crespo, em uma visita ao bairro Jardim São Guilherme, um bolo foi comprado para comemorar o aniversário de Jaqueline. O doce teria sido esquecido no local e o então candidato a prefeito pelo DEM pediu para Tatiane Polis levá-lo embora. No período da noite, Jaqueline teria discutido com Tatiane por ela ter levado o presente embora. "A raiva e o ódio começaram por causa do bolo", acredita Crespo.

As imagens da entrega do bolo foram usada na campanha eleitoral. No vídeo, veiculado em 7 de setembro de 2016, Jaqueline recebe o presente entre José Crespo e Renato Amary (PMDB). O próprio candidato a prefeito canta o "parabéns a você".

A crise entre a vice e a assessora ganhou repercussão no mês passado. Jaqueline Coutinho, na função de prefeita em exercício, recebeu uma denúncia anônima sobre uma possível falha no diploma escolar de Tatiane Polis, e começou a apurá-la. Com o retorno de Crespo ao cargo, após uma viagem particular, ele teria pedido para o caso ser analisado somente pelo corregedor da Prefeitura. O fato gerou um desentendimento entre os dois, quando Crespo, segundo Jaqueline, teria mandado-a sair da sala no sexto andar e ser vice em sua casa.

O assunto acabou sendo motivo para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Sorocaba. Os vereadores apuram uma suposta prevaricação do prefeito José Crespo (DEM) diante da apresentação de certificado não reconhecido para nomeação de Tatiane Polis, já que a sua validade foi considerada nula pela Secretaria de Educação do Rio de Janeiro.

Tatiane se diz vítima do Colégio Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão Universitária e também da vice-prefeita Jaqueline Coutinho. O depoimento da ex-assessora durou cerca de 3 horas na CPI e foi sucedido pelo da própria Jaqueline, que compareceu espontaneamente à Câmara e falou por quase uma hora. A vice-prefeita foi quem investigou e apontou a irregularidade na escolaridade da assessora.

Confira um trecho do vídeo da campanha:





OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus