BRASIL

Advogado acusado de matar comissário deixa a cadeia



O advogado responsável pelo acidente que matou o comissário de bordo Alexandre Stoian, 43, na madrugada da última sexta (14), na avenida Bandeirantes, na zona sul da capital paulista, deixou a prisão.

Artur Falcão Sfoggia, 33, estava detido na carceragem do 31 º DP (Vila Carrão), na zona leste, mas pagou fiança de dez salários mínimos (R$ 9.370) e foi liberado neste último sábado (15), um dia após ter se envolvido no acidente.

Apesar de ter obtido a liberdade provisória, o flagrante não foi relaxado pela Justiça, o que significa que Sfoggia segue indiciado pelos crimes de homicídio doloso (quando há intenção de matar), lesão corporal, omissão de socorro, porte de droga e fuga do local do acidente.

O suspeito também terá que cumprir medidas restritivas, como não sair de casa das 22h às 6h.

Acidente

O acidente foi registrado por volta das 3h40 da última sexta. Segundo a polícia, o carro do comissário, onde também estava a mulher dele, foi atingido na traseira pelo carro de Sfoggia, que percorria a via em alta velocidade.

Com o impacto da colisão, um incêndio tomou conta do carro do comissário, que ficou inconsciente e morreu carbonizado com o avanço das chamas. A mulher dele conseguiu se salvar pulando uma das janelas do veículo.

De acordo com testemunhas, o carro que era dirigido pelo advogado Artur Sfoggia, 33, pulou o guard-rail e bateu na traseira do carro do comissário, deixando o local do acidente sem prestar socorro ao casal. Ele estava com um primo no momento da batida.

Os dois foram localizados horas depois, no apartamento de Sfoggia. Eles foram levados à delegacia, onde o advogado contou que esteve na casa noturna Villa Country entre 0h e 3h, onde consumiu bebida alcoólica. Na saída, teriam tomado um lanche antes de seguir pela avenida dos Bandeirantes.

Segundo informações do boletim de ocorrência, Sfoggia falou à polícia que percebeu, pouco antes de atingir a traseira do carro de Stoian, que estava sendo perseguido, o que o fez aumentar a velocidade. Ele ainda disse, que tentou socorrer o motorista do outro carro, mas acabou fugindo por medo.

No carro de Sfoggia, a polícia encontrou dois copos com resíduo de bebida e uma lata de cerveja vazia.

A polícia afirma que marcas de outros carros na via podem indicar que mais um carro tenha se envolvido no acidente. A suspeita é que eles estivessem tirando racha. O outro veículo, no entanto, ainda não foi localizado.

O corpo de Stoian foi liberado do IML (Instituto Médico Legal) Central nesta segunda-feira (17) e seguirá para Osasco (na Grande São Paulo), onde será enterrado.


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus