CULTURA

Paulo Betti comemora seleção de 'A fera na selva' no Festival de Gramado


 
O longa-metragem A fera na selva, rodado em Sorocaba por Paulo Betti e Eliane Giardini, foi selecionado no 45 Festival de Cinema de Gramado, que ocorrerá entre 18 e 26 de agosto em Gramado, no Rio Grande do Sul. O filme concorrerá com outros seis títulos indicados à categoria de melhor longa-metragem brasileiro. "Fiquei feliz como se o filme tivesse sido indicado pro Oscar", comemora Paulo Betti, em entrevista ao Mais Cruzeiro.Baseado na obra homônima de mesmo nome, do escritor americano Henry James, escrita no início do século 20, A fera na selva narra a história de amor de João e Maria, que passam uma vida inteira juntos, vivenciando a expectativa dele de que algo extraordinário vai acontecer em sua vida.

Primeiro longa inteiramente rodado em Sorocaba, o filme é fruto da ideia acalentada há mais de 20 anos por Paulo e Eliane, que encenaram no teatro uma adaptação desse romance que obteve muito sucesso. Ao escolherem filmar na cidade, os artistas buscaram, através desse processo, valorizar a região onde nasceram -- não apenas por meio de suas locações, como a Catedral Metropolitana, a Fundec e a Floresta Nacional de Ipanema, mas também envolvendo dezenas de profissionais e mais de 300 figurantes locais.

Por essa razão, antes de entrar em cartaz em circuito comercial, o filme já mantém forte relação afetiva com os sorocabanos que, segundo Paulo Betti, serão contemplados com a primeira exibição após a estreia em Gramado. A sessão está prevista para ocorrer em setembro. "Acho que vai ser emocionante. Tenho certeza que Sorocaba vai abraçar o filme pronto como um filho, visto que ele foi gestado, criado e filmado na cidade. Vai ser tão bom quanto o São Bento subir pra série A do Brasileirão", compara.

Além da exibição especial de A fera na selva em Sorocaba, Paulo Betti e Eliane Giardini idealizaram um projeto inédito de distribuição e lançamento do filme, que prevê a participação e o engajamento direto de toda a população. De acordo com o artista, trata-se de um processo educativo que permitirá que os envolvidos conheçam e aprendam sobre todas as etapas de produção e filmagem. "Teremos um lindo projeto de lançamento educativo que está sendo abraçado por escolas, empresas e sindicatos da cidade, todos poderão saber tudo sobre o desenvolvimento do filme, lendo o roteiro, o livro onde o filme se baseou e depois vendo o filme."

De acordo com o ator e diretor, os responsáveis pela realização do filme também vão ministrar aulas presenciais e à distância e os participantes de todas as etapas ganharão certificado da Faculdade Cesgranrio. "Sorocaba vai dar e tomar um banho de Henry James e A fera na selva", comemora. Quem quiser participar das oficinas educativas, pela internet ou presenciais, além de assistir ao filme, também poderá ler o livro e o roteiro adaptado. As inscrições devem ser feitas pelo link http://migre.me/ws3K7.

Após a exibição em Sorocaba, o filme deverá circular pelo resto Brasil e do mundo. "No Brasil eu gostaria muito de estrear no Cirio de Nazaré, em Belém. Depois, daremos prioridade às cidades onde tenho ido com o espetáculo Autobiografia autorizada", complementa Betti.


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus