SOROCABA E REGIÃO

Comissão apresenta nesta segunda-feira parecer da defesa do prefeito Crespo em investigação


A Comissão Processante criada na Câmara para apurar a possível prática de crime contra administração pública pelo prefeito José Crespo (DEM) divulganesta segunda-feira (17)o parecer sobre a defesa apresentada pelo Chefe do Executivo e, também, as próximas etapas do trabalho que desenvolve.

O anúncio ocorrerá em meio ao agravamento da crise política por conta do registro de Boletim de Ocorrência por injúria, providência tomada pela vice-prefeieta Jaqueline Coutinho na semana passada e, também, pela constatação dentro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura supostas irregularidades na formação acadêmica da assessora Tatiane Polis, de que ela não teria, segundo informado pela Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, cursado ensino médio na escola cujo certificado exibiu para fazer curso de nível superior.

Na sessão de quinta-feira, os vereadores que compõem a Comissão, Fausto Peres (Podemos), Vitão do Cachorrão (PMDB) e Silvano Junior (PV) disseram que darão sequência às investigações. Os parlamentares terão 90 dias de prazo para concluir o trabalho e podem, ao final, se assim for indicado, recomendar a cassação do mandato do prefeito. Para que isto ocorra são necessários os votos de dois terços da atual composição da Câmara, o equivalente a 14 manifestações favoráveis a essa medida.

Crespo teria, conforme denunciado, incorrido também na quebra do decoro, além de, em tese, não ter tomado providências que são de sua competência ao saber da suposta situação irregular da servidora. Os fatos foram investigados e tornados públicos pela vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB) que disse ter sido agredida física e moralmente junto com o secretário Hudson Zuliani, no gabinete do sexto andar do Paço, a 23 de junho. O assunto é apurado dentro da Corregedoria Geral do Município e ainda em inquérito policial.


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus