BRASIL

Loures chega ao Brasil após ser flagrado com propina


Após participar de homenagem ao prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em Nova York (EUA), o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) desembarcou nesta sexta-feira (19) no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (Grande SP).

Loures deixou o aeroporto por volta das 7h30, um pouco mais de uma hora depois de seu voo JJ 8081, da TAM, pousar, às 6h20. Sem falar com a imprensa, o parlamentar entrou em um táxi branco com seu advogado e foi embora sob gritos de "ladrão".

O advogado Daniel Kignel o aguardava na área de desembarque e disse que primeiro iria conversar com seu cliente e se inteirar dos fatos para depois indicar os rumos do parlamentar.

Auxiliar mais próximos do presidente Michel Temer, Rocha Loures foi acusado por Joesley Batista, dono da JBS, de ter recebido R$ 500 mil de propina em março em São Paulo. Segundo reportagem do jornal "O Globo", Joesley Batista havia pedido a Temer ajuda para resolver uma disputa relativa ao preço do gás fornecido pela Petrobras à termelétrica EPE.

Para resolver o problema, o presidente indicou o deputado Rocha Loures, que teria oferecido a Joesley cargos em órgãos como o Cade, a CVM (Comissão de Valores Monetários), a Receita Federal, o Banco Central e a Procuradoria Fazendária Nacional -ele deveria indicar conhecidos.

O deputado foi assessor especial da Presidência até março, quando voltou à Câmara no lugar do ministro da Justiça, Osmar Serraglio. Segundo a delação, Loures atendeu à solicitação de Joesley e, em troca, recebeu a promessa de receber R$ 500 mil semanais por 20 anos. Rocha Loures teve a prisão decretada nesta quinta (18).

A entrega do que seria a primeira parcela foi monitorada pelos investigadores, em abril deste ano. As fotos mostram Loures se encontrando com Ricardo Saud, diretor da JBS e um dos sete delatores, em São Paulo. O deputado aparece nas imagens pegando uma mala em que estariam R$ 500 mil. (Folhapress)



OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus