SOROCABA E REGIÃO

Sindicato cobra promessas de José Crespo feitas na campanha de 2016 para os médicos


O presidente do Sindicato dos Médicos de Sorocaba e Região (Simesul), Eduardo Vieira, direcionou uma série de cobranças ao prefeito José Crespo (DEM) no que se refere ao setor de saúde pública. Findados os primeiros 100 dias de governo da atual gestão, o presidente da entidade reivindica ações especialmente no tocante à valorização dos profissionais da saúde e critica a terceirização de unidades do setor, cuja intenção foi anunciada por Crespo e cita o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

"Passar unidades básicas para a iniciativa privada vai contra toda a filosofia do SUS, além de descumprir o TAC firmado com o Ministério Público que impede a terceirização de unidades em funcionamento. Não é o caminho. Fiscalizaremos, defenderemos e resistiremos para que o SUS não seja privatizado em Sorocaba", declarou Vieira. Com relação à valorização do funcionalismo, apesar de reconhecer que "não seria possível cumprir todos os compromissos em 100 dias", o sindicalista considera que pouco foi feito em relação às melhorias das condições de trabalho e também criticou a negativa de Crespo em negociar o reajuste com os servidores municipais.

De acordo com o presidente do Simesul, ainda durante a campanha eleitoral, Crespo assinou juntamente com sua vice, Jaqueline Coutinho, um acordo que prevê cinco compromissos para a saúde: melhores condições de trabalho a médicos e demais funcionários do setor, valorização do médico que presta atendimento e não somente dos cargos de chefia, valorização do Conselho Municipal de Saúde e das entidades representativas, contratação de médicos que atuam nas Organizações Sociais (OS), contratação de funcionários concursados e fim da política de terceirização dos serviços de saúde.

Sem terceirizar UBS

Sobre as cobranças do Simesul, a Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom) informou em nota que "o governo vem cumprindo os compromissos assumidos com o sindicato, mas o tempo do cumprimento é o tempo do mandato". A nota afirma ainda que "em nenhum momento o prefeito José Crespo se comprometeu a terceirizar Unidades Básicas de Saúde".

Em relação aos profissionais da saúde, a Secom destaca que "a melhor valorização dos profissionais é pagar o atrasado que a administração anterior deixou. O governo de José Crespo está fazendo isto. Além disso, está melhorando as condições de trabalho com reformas físicas, contratação de mais profissionais e reorientando o atendimento. Todo o trabalho já começa a dar resultados. Nos próximos quatro anos ele será completado".


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus