_ Roubos em pontos de ônibus assustam usuários - 20/04/17 - SOROCABA E REGIÃO - Jornal Cruzeiro do Sul
SOROCABA E REGIÃO

Roubos em pontos de ônibus assustam usuários


A ocorrência de roubos em pontos de ônibus de Sorocaba está assustando os usuários do transporte coletivo. Seja durante o dia ou à noite, os criminosos estão levando os pertences das pessoas que aguardam a chegada dos ônibus nas vias da cidade. O problema é relatado na zona norte e também nas zonas leste e industrial da cidade. Os objetos mais visados pelos bandidos são os aparelhos de celular.

Na avenida Itavuvu, na zona norte, a professora Michele Priscila da Silva, 27 anos, redobra a atenção. Há uma semana ela presenciou o roubo de um celular de um rapaz em um ponto de ônibus dessa via. O criminoso passou de bicicleta e agarrou o aparelho quando a vítima estava distraída, por volta das 19h. Antes, ela também já tinha visto uma outra tentativa de roubo, que não foi bem-sucedida. Para se proteger, ela evita ficar com fones de ouvido, que podem ser uma distração, e cuida dos pertences. "Quando estou sozinha, e está muito escuro, deixo a mochila na frente", conta.

A estudante Vitória da Costa, 22 anos, adotou o hábito de deixar o celular guardado na bolsa. Ela conta que a preocupação começou há uma semana, quando uma senhora sofreu uma tentativa de roubo no ponto de ônibus que utiliza. Igualmente nesse caso, os criminosos passaram de bicicleta e tentaram levar a bolsa da vítima. A dona de casa Maria da Conceição Ramos da Silva Costa, 56 anos, reside no Parque Laranjeiras e relata que busca locais iluminados próximos, se dirigindo ao ponto de parada apenas quando o ônibus chega. "Fico atenta", revela.

No bairro Nova Sorocaba, Tamily da Silva, 18 anos, disse que teve o celular roubado quando caminhava para o ponto de ônibus. Dois criminosos teriam abordado a estudante e uma amiga, levando o aparelho. O caso ocorreu em janeiro e desde então ela redobra a atenção. Também no bairro, a dona de casa Rosangela Aparecida Moraes, 45 anos, tem como estratégia manter o celular na bolsa, em vez de carregá-lo nas mãos, onde ficaria visado. "Ficamos com medo", diz.

Condomínios

Na zona leste e industrial, empregadas domésticas de condomínios localizados na região da avenida Três de Março e rua Paulo Varchavtchik são as mais preocupadas com essa modalidade de crime. Uma profissional, que preferiu não se identificar, conta que criminosos de moto passam nos pontos de ônibus e roubam as bolsas das domésticas. Eles estariam agindo especialmente nos horários de entrada e saída das funcionárias, que reivindicam mais patrulhamento policial na área.

Ações de combate

Em nota oficial, o 7º Batalhão da Polícia Militar do Interior (7º BPM/I) reconheceu o aumento de ocorrências nessas regiões, mas afirmou que já adotou ações de combate, inclusive, notando recuo no número de crimes. Sobre os registros na zona leste, diz ter observado há cerca de 20 dias um acréscimo de roubos a transeuntes naquela região. Por isso, o policiamento teria sido direcionado aos bairros com maior incidência, com destaque no início da manhã e final da tarde, tendo sido observado -- segundo a PM -- redução considerável nas ocorrências registradas.

Também na zona norte da cidade, com destaque para a avenida Itavuvu e bairro Nova Sorocaba, o 7º BPM/I afirmou que foram constatados números acima da média, principalmente no mês de março, mas que teriam sofrido queda importante no mês de abril. A redução, segundo a PM, é resultado da realização de operações na região, como por exemplo a que apreendeu 73 motos no último domingo e a que prendeu um autor de roubo na área norte em abril.

A PM alega ainda que faz acompanhamento diário das ocorrências registradas, tanto nas delegacias quanto aquelas diretamente atendidas pelas equipes de policiamento. Por isso, reforça a importância de todos os cidadãos formalizarem essas ocorrências e ajudarem a polícia a direcionar suas ações.


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus