SOROCABA E REGIÃO

Mudanças nas creches preocupam pais de alunos


O anúncio da suspensão do atendimento em período integral em algumas creches municipais está deixando os pais e familiares de alunos angustiados. Eles relatam que ainda não sabem como vão reorganizar a rotina planejada para esse ano letivo.

No Centro de Educação Infantil 84 Osmar de Almeida, no Jardim São Guilherme, a notícia pegou a comunidade de surpresa. O açougueiro Weber da Silva, 25 anos, conta que o filho Eduardo, 3 anos, terá que ficar com a sogra, mas ainda não definiu como será sua volta da escola. "Agora a gente vai ter que dar um jeito de alguém vir buscar", afirmou. Ele relatou que cartazes no interior da unidade informavam sobre a mudança.

Sueli Aparecida Werneck do Amaral Duarte, 50 anos, é tia de um aluno da unidade e relata que será difícil buscá-lo todos os dias, já que mora do outro lado da cidade, na Vila Hortência. Como a mãe de Samuel, de 3 anos, trabalha, Sueli terá que auxiliar buscando o garoto de ônibus. "Graças a Deus que ela tem a gente. E quem não tem ninguém?", questiona. Ela conversou com os funcionários sobre as mudanças e lamentou a situação por considerar que eles não têm culpa.

Para Bianca Caroline de Oliveira Moreno, 26 anos, o pior era a falta de informações. Com uma filha de 1 ano e 6 meses na CEI 81 Edith Del Cistia Santos, Jardim São Bento, relatou que na manhã desta sexta-feira (17) tentou obter informações sobre possíveis mudanças na unidade, mas não teve sucesso. Ela ligou na creche, mas todos os responsáveis estariam em uma reunião. "Essa falta de informação está me deixando super tensa", disse. A auxiliar de recursos humanos teme que ela ou o marido tenham que faltar ao trabalho, ou sair mais cedo, para buscar a criança. Ela também reclama da demora em comunicar a alteração, o que dificulta o planejamento dos pais. "Não tenho ninguém aqui em Sorocaba, teria que ir atrás de uma babá", relata.


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus