CARTAS

BHLS


As dificuldades financeiras pelas quais o Brasil vem passando exigem que os problemas sociais sejam combatidos com ideias simples e que não demandam grandes recursos. Um deles é a mobilidade urbana. O BRT (ônibus rápido), visto como a solução para os problemas de mobilidade urbana em Sorocaba, tem um custo de implantação na média de R$ 10 milhões / km. Em tempos de crise, é um valor que torna a obra cada vez mais distante de virar realidade.

Porém, há uma opção barata de mobilidade que pode ter os mesmos benefícios do BRT: o Bus with High Level of Service (BHLS). O BHLS é nada mais que um sistema de transporte com uma faixa exclusiva para transporte coletivo, prioridade semafórica para os ônibus, pontos com abrigos modernos e veículos de última geração com ar-condicionado, wi-fi e conforto a bordo. Em outras palavras, é um ônibus com maior conforto e rapidez sem grandes estações e em harmonia com o urbanismo local.

Os custos de implantação do BHLS giram em torno de R$ 3 milhões / km, incluindo os veículos; um corredor BHLS pode transportar a mesma quantidade de passageiros que o BRT. Na Europa, o BHLS é visto como uma alternativa econômica ao BRT e ao VLT, adotado com sucesso em Hamburgo, Paris e Gotemburgo. Por causa dessas vantagens, Londrina trocou o BRT pelo BHLS, que lá ganhou o nome de Superbus: com a verba para a construção de 6 quilômetros de BRT somente na zona norte, a Prefeitura dessa cidade do Paraná está implantando 26,9 km de linhas de BHLS.

Em Sorocaba, o BHLS pode ser facilmente implantado em vias onde as faixas exclusivas para ônibus já existem. Basta apenas reformá-las, introduzir paradas mais modernas, modernizar os semáforos e colocar uma frota de ônibus novos com itens de conforto como ar-condicionado, wi-fi, assentos estofados e anúncio sonoro de "próxima parada". Com custos 65% menores que o BRT, o BHLS pode ajudar a melhorar a qualidade do transporte coletivo sorocabano e contribuir para a qualidade de vida.

As épocas de crise são propícias para a adoção de soluções criativas visando melhorar a vida dos cidadãos e o BHLS pode ser essa solução criativa de baixo custo.

RODRIGO ALVES DE PAULA


DO FACEBOOK
¤
Moradores protestam por abandono no Pq. São Bento

Está feio mesmo, por ser o maior bairro de Sorocaba e o pior em termos de asfalto, saúde e segurança. Os moradores do São Bento precisam desta atenção urgentemente. Gente, dá desgosto saber que pagamos impostos e quando você liga na Prefeitura solicitando reparo nunca vieram nem ver o tamanho dos buracos. A rua da minha casa virou rua de terra, quando chove é pura lama. Dá raiva de ver. O que nos resta é orar e esperar até que chegue o dia em que as autoridades façam algo pelo pessoal do bairro.

ANNY ALVES

Aqui está largado mesmo. Toda rua tem um monte de buracos. Mas não são pequenos, não. É tão grande, que se você piscar cai dentro dele. Está feia coisa.

STEPHANIE FERNANDES



OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus