ARTIGOS

A revelação


 
José Milton Castan Jr.
 
Algum tempo hesitei se devia voltar ao assunto, após prisão do "Papai Noel" que roubou o helicóptero. Havia motivos, e são de ordem pessoal. Porém, logo após o roubo escrevi que sabia do picareta, e me comprometi revelar sua identidade. Fui cobrado diversas vezes pelos leitores e, por fim, se não o fizesse, uma vez mais Mirinho sairia bem.
 
Pronto! Mirinho, eis o verdadeiro mentor do roubo. E foi preso o tal do Nabiel - pau mandado de Mirinho.
 
Já falei deste desarranjado Mirinho aqui no jornal. Podendo acontecer que o leitor tenha perdido, vale dar uma olhada, tá lá na edição digital (www.jornalcruzeiro.com.br - mirinho).
 
Conheci Mirinho, ou melhor, me conheceu Mirinho, pois não tenho dúvida nenhuma, quando me procurou já tinha ideia fixa. Ideia maliciosa, oriunda de mente de péssima índole. E me causou danos irreparáveis. Nem gosto de falar sobre isso, talvez um dia crie coragem e compartilhe com vocês.
 
Mas como dizia, conheci Mirinho há uns vinte e cinco anos. Era boa pinta, buliçoso - esperto mesmo. Um carioca da gema.
 
- Sou filho de Altamirando Tenório Ponte Preta - me dizia Mirinho.
 
Para quem não conhece Altamirando (pai), este ficou conhecidíssimo na década de sessenta como o primo Altamirando do grande Stanislaw Ponte Preta, escritor carioca de raro talento crítico: "festivo, alegre e malicioso, mas nem por isso menos contundente". Apenas para situar, o caráter malévolo do pai de Mirinho dava sinais quando ainda criança, e as pequenas provas surgiam todos os dias, tais como: botar canarinho no liquidificador, passar pimenta na dentadura da avó ou atear fogo na saia da babá. Altamirando pai com quinze anos foi o primeiro sujeito a plantar maconha no Rio de Janeiro, isso em 1941! Não se perca leitor, estou falando do pai de Mirinho! E como a lasca nunca cai longe do tronco, Mirinho saiu tal qual!
 
A primeira vez que vi Mirinho, havia-se mudado ao lado de casa, eu tinha uns trinta anos e Mirinho se apresentou como o novo vizinho. Estava sem camisa, peito moreno e depilado, falando da bela vizinhança e coisa e tal (tempos depois fui entender o que queria dizer com "bela vizinhança").
 
Mirinho alegando precisar pendurar alguns quadros, requisitou martelo emprestado. Emprestei contrariado. Dois dias depois a polícia me aparece em casa com o martelo, afirmando que o encontraram na casa de seu Totó, coronel aposentado da Força Pública. Seu Totó que acompanhava a polícia foi logo me enquadrando:
 
-- Tinha tuas digitais no martelo. Cadê os relógios?
 
Encontraram o martelo ao lado da janela quebrada. Roubaram a coleção de vinte relógios do coronel. Expliquei que havia emprestado o martelo, e levei a polícia até Mirinho. Por sorte o delinquente confirmou que havia mesmo tomado emprestado, e que o martelo desaparecera quando estava arrumando o portão da entrada.
 
-- Foi num instantinho: iria azeitar o portão, entrei pra pegar o óleo e quando voltei o martelo havia sumido. - foi a explicação do malandro. Passam-se os anos, e o encosto do Mirinho continua me lascando!
 
Eis como fiquei sabendo do roubo do helicóptero:
 
Estava almoçando no shopping e escuto na mesa atrás de mim, em alto e bom som a voz de Mirinho. Ele ardilosamente explicava pra um sujeito, tim-tim por tim-tim o plano para roubar o helicóptero. Falava das roupas de "Papai Noel", da chácara e tudo mais. Entregou um dossiê com todo o planejamento, e para minha surpresa finalizou a conversa com:
 
-- Não quero nenhum centavo da venda do helicóptero. Boa sorte! - Escutei Mirinho se levantar e sair apressadamente.
 
Três semanas depois leio sobre o roubo.
 
O que de fato me deixou irado foi Mirinho usar e sujar o nome do "bom velhinho". Os motivos eu sabia. Era vingança de Mirinho contra "Papai Noel", visto que quando ele tinha cinco anos, Altamirando pai ao invés de comprar um presente de Natal, gastou com a mulherada. Altamirando pai culpou no "Papai Noel", dizendo:
 
-- Papai Noel anda caduco mesmo, Mirinho. Esqueceu teu presente de Natal!
 
José Milton Castan Jr. é psicanalista e escritor - www.psicastan.com .br
 


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus