ARTIGOS

O fim da Operação Lava Jato


Havia-se passado muitos anos e a Operação Lava Jato, que se tornara o maior processo jurídico de todos os tempos, finalmente encerrava-se no ano de 2033. Assim eu sonhara na noite passada.
 
Os envolvidos multiplicaram-se geometricamente em gênero, grau, tamanho de sapato e condição social, de tal sorte que o processo transpôs oceanos tornando-se mundial, e por fim acabou envolvendo tantas pessoas quantas..., bem vamos aos fatos:
 
Ah... pera aí só um pouquinho, essa coisa de sonho a gente vai se lembrando meio aos poucos, e acabo de lembrar do fato que entornou o processo: Corria o ano de 2021 e como as cadeias não mais comportavam tantos condenados (os das celas individuais), a solução foi cadeia eletrônica, aquela tornozeleira que monitora o incriminando. Mas em tempos de empreendedorismo (em 2021 ainda não havíamos superado a balela e modismo do sujeito empreendedor, modismo que só serve... putz deixa pra lá...), um camarada cheio de imaginação surgiu com uma tornozeleira que além de monitorar se o malévolo estava no banheiro ou na casa da sogra, a tornozeleira ganhara mais uma função: bastava que o perverso condenado pensasse (apenas imaginasse) em desviar um centavo do cofrinho porquinho, ou qualquer outro ato menor, amoral, que um choque lhe beliscava, não exatamente o tornozelo (pois o sujeito empreendedor e criador da tornozeleira havia superado as expectativas dos clientes), mas a tornozeleira enviava um sinal pra cabeça do condenado e sentimentos angustiantes de medo e culpa encharcavam sua alma, e assim ele não mais cometia delito algum. A temida tornozeleira mega gran plus ganhou o apelido de TMG, e não havia um condenado que não carregasse a TMG.
 
Aos fatos então:
 
17/03/2014 - A Polícia Federal deflagra a operação Lava Jato e 17 são presos;
 
20/03/2014 - Paulo Roberto Costa, diretor de abastecimento da Petrobrás é preso;
 
06/09/2014 - Paulo Roberto Costa fecha acordo de deduração premiada: entrega governadores, ministros e deputados;
 
(acelerei o sonho)
 
25/12/2015 (Natal) Finalmente Delcídio do Amaral (do primeiro escalão) dedura o pessoal do primeiro escalão;
 
Corre o ano de 2016: É dedo-duro atrás de dedo-duro. Vira um salve-se quem puder;
 
Estamos agora em 2022: TMG ganha o mundo e não escapam estadistas, jihadistas, traficantes, batedores de carteiras entre tantos;
 
Numa sexta-feira 13 de 2023: Mirinho meu "amigo" (vide crônica 05/11/15 - tem no site do Cruzeiro) me denuncia; sim também fui dedurado! As acusações nesta época já não eram mais sobre corrupções, desvios, más gestões, assassinatos entre tantas, mas deslizes menores; era o meu caso e óbvio, neguei até o fim da vida. Então faço também acordo de entregação premiada e ferro com uma mocinha bem bonitinha que me espinafrou de "velho gagá" no trânsito da D. Aguirre, por conta de uma suposta barbeiragem minha. Ehhhh....doce vingança! Porém, minha condenação me brindou com uma TMG/S (special), pois o juiz ficou sabendo que logo depois do "velho gagá dei uma fechada memorável na ordinária, mas bonitinha sim...
 
A tal mocinha bonitinha-ordinária entregou a tia-avó que esqueceu uma torneira aberta. Tia-avó tentou entregar o cachorro da vizinha que sujava seu jardim, mas não foi aceito. Então entregou o jornaleiro que não lhe dava bola. O jornaleiro, por sua vez mandou pra TMG o padre que rezava o padre-nosso muito depressa. O padre não teve outra coisa a fazer senão entregar o sacristão que comia hóstia (não sem antes absolver o moleque). O sacristão também fez acordo de caguetagem premiada e mandou para a TMG sua coleguinha de classe que lhe passara cola errada, e para surpresa a tal coleguinha era a minha própria netinha, tornando-se então a última condenada da Lava Jato.
 
Acordei assustado com a Ana, minha esposa me chacoalhando. Uau...que pesadelo! Passado o susto sentei na cama e com cara feliz imaginei como seria 2033, a TMG havia consertado o mundo!
 
Se o amigo(a) leitor olhar agora mesmo para sua canela e não encontrar a tal tornozeleira TMG é só porque ainda não chegamos em 2033.
 
José Milton Castan Jr. é psicanalista e escritor - www.psicastan.com.br
 



OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus