CULTURA

"Bicicleta" é inaugurada com a presença do artista e do secretário estadual de Cultura

Felipe Shikama
felipe.shikama@jcruzeiro.com.br

Instalada no final de setembro na avenida Dom Aguirre, na altura do Terminal São Paulo, a escultura Bicicleta, do artista plástico Gilberto Salvador, foi inaugurada oficialmente na manhã de ontem com presença do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) e o secretário estadual de Cultura, Marcelo Araújo.

A obra confeccionada em fibra de vidro, com 13 metros de comprimento e 2,80 m de altura, foi doada pelo artista ao Museu de Arte Contemporânea (Macs), por meio da Fundação Gilberto Salvador.
A peça foi instalada ao lado da ciclovia da marginal, em área cedida pela Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL). "Acho que a localização da obra foi privilegiada, porque no fundo a gente faz a arte para o povo", comemorou o artista.
Salvador explica que decidiu doar a obra à cidade depois de sua primeira visita, em 2012, quando ficou impressionado com a malha cicloviária da cidade, atualmente estimada em 115 quilômetros lineares.

Além de Salvador, Pannunzio e Araújo, participaram da cerimônia a presidente do Macs, Cristina Delanhesi; a deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) e o deputado federal eleito Vitor Lippi (PSDB). A secretária de Cultura, Jaqueline Gomes da Silva, teve compromissos em São Paulo e foi representada por funcionários da Secretaria de Cultura (Secult). Previsto para às 10h, o ato de inauguração teve início às 10h50.

"O Gilberto é um artista com o nome consagrado na arte brasileira e que desde os anos sessenta tem uma produção interessante. Ele é uma artista que tem conseguido se reinventar dentro desse tempo todo e também tem tido a inteligência de conseguir buscar inserção para divulgação da sua obra através da instalação de espaço público", disse o secretário estadual de Cultura, lembrando que em março deste ano, Gilberto Salvador inaugurou uma grande escultura ao ar livre, no Parque da Juventude, em São Paulo.
Em seu breve discurso, Pannunzio também parabenizou a obra e a iniciativa do artista paulistano. "Quero dizer que temos outros espaços na cidade que pretendemos colocar trabalhos magníficos como este", declarou.
Cristina Delanhesi adiantou que por meio de um convênio entre o Macs e a Fundação Gilberto Salvador, com apoio da Prefeitura de Sorocaba, duas grandes esculturas serão instaladas em janeiro no Jardim Botânico Irmãos Villas-Bôas. As obras, cedidas ao Macs em regime de comodato, são dos artistas Emanuel Araújo e Nicolas Vlavianos.

Demandas do interior

Em entrevista ao Mais Cruzeiro, o secretário estadual de Cultura Marcelo Araújo disse que em 2014 o Programa de Ação Cultural (ProAC) abriu mais de 60 editais em diversas modalidades artísticas, "alguns deles especificamente para corresponder às Demandas do interior do Estado", afirmou.

Segundo ele, praticamente todos os editais do ProAC publicados neste ano previram "reservas" entre 40% e 70% destinadas a proponentes de cidades do interior. "O objetivo é assegurar a diretriz de descentralização das atividades, circulação e produção e isso, com certeza, se repetirá em 2015", comentou.

Além do ProAC, Araújo citou a Virada Cultural Paulista e Circuito Cultural Paulista como as principais ações desenvolvidas pela pasta na região de Sorocaba ao longo de 2014. O Circuito Cultural Paulista visa promover a difusão cultural por meio de espetáculos de diversas linguagens artísticas e foi realizado em novembro em mais de cem cidades do interior e do litoral do Estado. Das 105 cidades que receberam o Circuito Cultural Paulista neste ano, três pertencem à Região Metropolitana de Sorocaba. Das 26 cidades que compõem a RMS, apenas Itapetininga, Piedade e Capela do Alto foram contempladas com as ações do Circuito Cultural.
Sobre a Política Estadual de Cultura, que precisa ser elaborada para que o Estado de São Paulo faça parte do Sistema Nacional de Cultura, do governo federal, Marcelo Araújo detalhou que desde setembro uma comissão de representantes da sociedade civil trabalha na elaboração do texto base, que deverá ficar pronto em abril. Em seguida, a minuta será levado à consulta pública por mais três meses e a votação final, na Assembleia Legislativa, está prevista para o segundo semestre de 2015.



comments powered by Disqus