SOROCABA E REGIÃO

ALL tentará reverter a decisão judicial


Mesmo com a decisão da 1ª vara cível de Boituva em favor da Prefeitura de Iperó, autorizando a remoção dos vagões da antiga estação ferroviária do município, a ALL, empresa responsável pela guarda do patrimônio, informou que tentará derrubar a liminar expedida. A concessionária, que esteve representada por seu advogado, Guilherme Moraes, na estação durante a tarde de ontem, alega não ter sido notificada oficialmente sobre a decisão, tomando ciência do início do processo de desmontagem dos vagões somente por meio de um e-mail enviado pela Prefeitura de Iperó e também através da imprensa.

O advogado da empresa questionou o procedimento adotado e confirmou a reprovação da ALL em relação a medida. "Nós não tivemos ciência de qualquer decisão que gerou o desmembramento dos trens, portanto, a empresa recorrerá. Neste ato não houve nem mesmo a presença de um oficial de Justiça", aponta Guilherme Moraes. Ele explica que a empresa tem por competência a guarda dos vagões em virtude de um contrato de concessão firmado com o Governo Federal, e por isso, haverá a tentativa de seguir à risca o que está previsto no acordo. "O contrato de concessão prevê a responsabilidade da guarda dos trens por parte da ALL. Portanto, faremos o possível para cumpri-lo", destaca.

Anteriormente ao início da remoção dos vagões, a ALL foi questionada pelo Cruzeiro do Sul sobre a determinação judicial recente e o motivo pelo qual as estruturas não foram retiradas após a decisão, ainda em 2011, após decisão da Justiça. Por meio de sua assessoria de imprensa, a concessionária informou apenas que "não realizou a retirada dos vagões em virtude de determinação judicial da 3ª vara federal de Piracicaba, que solicitava anulação do Termo Aditivo que autorizou a empresa a baixar os vagões substituídos no contrato de arrendamento". A nota esclarece ainda que a ALL aguarda a certidão de trânsito em julgado da decisão proferida naquele processo para promover a retirada do material. (César Santana)


OCULTAR COMENTÁRIOS
comments powered by Disqus