UM DIA NA HISTÓRIA
Publicidade (passe o mouse para ouvir)


Um dia na história



Nos anos 40, a Corrida de São João, em Votorantim, já era tradicional. O evento esportivo anual que começou em 1930 e perdura até hoje ganhou reportagem de quase uma página inteira no Cruzeiro do Sul de 29 de junho de 1948. O destaque daquela edição da prova foi a mudança do percurso, que havia sido transferido da estrada que liga Sorocaba a Votorantim para as ruas da cidade do então distrito. Naquele ano, a vitória ficou com Aristides de Oliveira Prado, popularmente conhecido como Chiato, que percorreu os seis quilômetros em 21"47". (Rodrigo Gasparini)

Um dia na história



Quarto presidente da República da história do Brasil, Manuel Ferraz de Campos Salles faleceu no dia 28 de junho de 1913, aos 72 anos de idade. Naquela mesma data, assim que confirmou a notícia, o Cruzeiro do Sul preparou um boletim e o afixou na porta de seu prédio -- uma maneira de informar a cidade sobre o acontecimento enquanto a edição impressa era produzida. Horas depois, a "perda irreparável" era noticiada nas páginas do jornal, que lamentava a morte de "um dos mais gloriosos filhos" do Brasil e contava os bastidores da produção do boletim com a notícia, que causara "a mais profunda emoção no público". (Rodrigo Gasparini)

Um dia na história



A campanha que os sorocabanos "de boa vontade", muitos deles de forma anônima, faziam para que a cidade ganhasse um Hospital Regional era destaque do Cruzeiro do Sul de 27 de junho de 1953. Na mesma edição em que ressaltava a importância da Faculdade de Medicina (inaugurada três anos antes), o jornal alertava para a necessidade da construção do hospital: "Os serviços médicos serão inteiramente gratuitos, evitando assim que (...) o trabalhador, principalmente, venha a ficar sem o devido tratamento médico-cirúrgico." (Rodrigo Gasparini)

Um dia na história



No dia 5 de junho de 1938, o Brasil estreava na terceira Copa do Mundo da história, disputada na França, com uma vitória por 6 a 5 sobre a Polônia. Em 25 de junho, depois que o Mundial já havia acabado (com a Itália campeã e a seleção brasileira em terceiro lugar), os cinemas de Sorocaba exibiriam cenas da partida de estreia. Classificada de “sensacional reportagem futebolística”, a exibição era noticiada pelo Cruzeiro do Sul daquele dia. “Toda aquela emoção, todos aqueles momentos de profunda agitação” vividos pelo povo estariam no filme, segundo o jornal. (Rodrigo Gasparini)

Um dia na história




Na edição de 24 de junho de 1964, o Cruzeiro do Sul destacava o sucesso da vacinação contra a paralisia infantil, que era desenvolvida em Sorocaba. Das 40 mil doses destinadas na época pela Secretaria da Saúde do Estado, a cidade tinha distribuído 5 mil somente no primeiro dia da vacinação. Ao mesmo tempo em que comemorava o sucesso inicial das ações, o jornal alertava para a importância de todos os pais aderirem à campanha e vacinarem suas crianças. Além disso, agentes municipais de saúde percorriam as escolas primárias para também distribuir as doses. (Rodrigo Gasparini)