//
DESTAQUES DA TV
Publicidade (passe o mouse para ouvir)


'A vida íntima de Sherlock Holmes' - Futura, às 22h



Quando o detetive Sherlock Holmes e seu ajudante Watson investigam o desaparecimento do marido da bela Gabrielle Valladon, Holmes acaba se apaixonando pela primeira vez na vida. Só que além de um primeiro amor, este caso envolve não somente o sumiço de um homem, mas também vício em drogas, homossexualidade, seis anões perdidos, monges vilanescos, um castelo escocês, o monstro do Lago Ness e experimentos navais secretos. Os relatos da vida íntima do detetive são narrados a partir de supostos escritos póstumos de Watson. O clássido de 1970, dirigido por Billy Wilder, é o destaque de hoje do Cine Conhecimento.

'As aventuras de Fujiwara Manchester' - Cultura, às 18h30



A partir de hoje, jovens geeks e todos que se interessam por assuntos voltados ao mundo nerd poderão acompanhar de perto As Aventuras de Fujiwara Manchester, um aventureiro espacial que precisa recuperar uma joia antiga, capaz de provocar a destruição da galáxia onde vive. Com 13 episódios de aproximadamente 11 minutos cada, a animação retrata de um conto que Alê Camargo escreveu ainda adolescente, aos 15 anos de idade. Destinada ao público infanto-juvenil, a história acontece no século XXVII. Com referencias em Star Wars e Star Trek, a trama é uma experiência nova, de gênero inédito no Brasil.

'Lollapalooza' - Multishow, a partir das 14h10



Um dos maiores festivais de música do país, o Lollapalooza Brasil 2017 invade as telas do canal diretamente de São Paulo. A sexta edição do Lollapalooza conta com mais de 45 atrações, entre elas The XX, Duran Duran, Metallica, The Chainsmokers, The Strokes e The Weekend. Na TV, Didi Wagner, Dedé Teicher e Guilherme Guedes comandam a transmissão ao vivo dos palcos principais 1 e 2, com entrevistas no backstage e no estúdio. Hoje, de 14h10 às 23h, com apresentações de Metallica, Rancid, The 1975 e The XX.

'Mandela: em nome da liberdade' - Curta!, às 23h



Quem é o homem por trás da lenda? Nelson Mandela é um ícone. Um herói. Um símbolo. Uma inspiração. Poucos líderes mundiais podem ser responsabilizados por seu esforço verdadeiramente histórico. A sua vida ficou para sempre ligada à trágica história de uma nação em luta pela liberdade e de um continente atormentado ao longo do século XX por terríveis motins. Com oitenta e nove anos de idade Mandela retirou-se dos seu deveres oficiais e dedicou-se à luta. Uma vida politicamente excepcional em contraste com uma vida pessoal pontuada de tragédia e fracassos. "Mandela: em Nome da Liberdade" é dirigido por Joel Calmettes busca revelar o Nelson Mandela real.

'Coreografia: o desenho da dança no Brasil' - Arte 1, às 18h



A série documental, que estreia hoje a sua segunda temporada, mergulha no imaginário de ícones do nosso tempo, mapeando a composição de suas mentes criativas com uma linguagem contemporânea leve e instigante. O primeiro episódio mostra o universo de Sandro Borelli, o maior representante brasileiro da dança política e criador da companhia Carne Agonizante. Em pleno outubro de 2016, um dos mais tensos períodos da vida pública nacional, o coreógrafo abre seu processo criativo às câmeras e expõe os conflitos que pautam sua polêmica obra "Colônia Penal", adaptação coreográfica do conto homônimo de Franz Kafka, tão contemporâneo hoje como no início do século XX.

'Compramos um zoológico' - TV Tem, às 15h11



Após o falecimento da sua esposa, Benjamin decide recomeçar sua vida ao lado dos filhos. Procurando um novo lar, ele acaba comprando uma propriedade com um zoológico em péssimo estado de conservação. Ao chegar ao local, percebe que a tarefa de manter um zoológico é mais difícil do que pensava. Com o apoio de Kelly Foster e sua equipe de funcionários, Benjamin irá correr contra o tempo para recuperar o zoológico e, no processo, encontrará a felicidade ao lado dos filhos e de um novo amor. Voltado ao público infantil, o filme é dirigido por Cameron Crowe.

'O som ao redor' - Canal Brasil, às 22h



A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul do Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, outros passam por momentos de extrema tensão. Ao mesmo tempo, casada e mãe de duas crianças, Bia tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho. Com a exposição de fotos antigas em preto e branco durante a produção, o diretor Kleber Mendonça Filho busca estabelecer uma relação histórica ao mostrar que, no século 21, a exploração do trabalho e a obsessão com a posse só ganham novas expressões.

'Cinco anos sem Chico Anysio' - Viva, a partir das 20h



O mestre Chico Anysio deixou saudades e um legado de personagens memoráveis. Hoje, quando completa cinco anos de seu falecimento, o canal homenageia o artista do jeito que ele mais gostava: com seu humor irreverente e suas criações icônicas. A programação especial começa às 20h, com o episódio de estreia da "Escolinha do Professor Raimundo", exibido em 1990. Na sequência, o canal também recorda duas edições do humorístico que contam com participações especiais, como a dos Trapalhões Dedé e Mussum e com Zé Bonitinho. Ainda na homenagem a Chico Anysio, o Viva relembra a Praça da Alegria, no programa "Chico City", que será exibido às 22h30.

'A filha do chefe' - TV Tem, às 15h10



Tom Stansfield é um jovem executivo que está de olho em uma promoção no emprego. Tentando agradar seu chefe, que iria viajar, ele aceita tomar conta de sua casa por um final de semana. Tom está preparado para impressioná-lo e não deixar que nada aconteça na casa. Mas, ao mesmo tempo, ele planeja conquistar a filha do chefe, Lisa. Entretanto uma série de imprevistos faz com que o final de semana seja um verdadeiro desastre para Tom. Filme dirigido por David Zucker.

'Meu nome é Gal' - Canal Brasil, às 23h30



A produção, dirigida por Antonio Carlos da Fontoura, estreia hoje e faz uma espécie de documentário-videoclipe em que entrelaça imagens raras do cotidiano de Gal Costa e suas performances no melhor estilo voz e violão. No início da década de 1970, a baiana surgia como a dona de uma voz única no cenário da MPB e do Tropicalismo, e o diretor decidiu acompanhar seu cotidiano e suas performances para produzir o vídeo do início da carreira dela. Em imagens raras, é possível acompanhar a cantora em sua intimidade, vagando pelo Rio de Janeiro entre cartões-postais e a privacidade de sua própria casa, acompanhada apenas de um violão.