CARTAS
Publicidade (passe o mouse para ouvir)


Título a Doria




 
Vejo que o vereador JP Miranda criou a proposta de concessão do título de cidadão sorocabano a João Doria. Quero que o vereador me esclareça qual a relação de Doria com Sorocaba e o que de bom ele fez para a cidade. Como sorocabana nata, sou contra essa entrega de título de cidadão sorocabano a quem nada fez e nem fará pelo povo de Sorocaba.
 
LIDIA PERES
 
Resposta - Nosso mandato propôs a concessão de título de cidadão sorocabano a João Doria diante da maneira com que o prefeito vem conduzindo o município de São Paulo, de forma eficiente e eficaz, servindo de exemplo para todos os gestores e detentores de mandatos públicos do Brasil. Ressalto que diversas ações tomadas em sua gestão na capital têm sido referência para o município de Sorocaba.
 
JP MIRANDA
 
 
OFEBAS
 
Venho por meio desta reclamar do descaso e falta de informação da Ofebas. No início de agosto, entrei em contato para obter a informação para firmar parceria com a faculdade Uninter.
 
Fui orientada a levar a documentação até a Ofebas. Fui bem atendida e entreguei os documentos para serem preenchidos e assinados. Me informaram que a gerente estava na reunião e que, quando tivesse assinado, me ligava.
 
Depois de quatro dias sem retorno, fui saber o que tinha acontecido. Me informaram que o documento deveria ser preenchido por outra pessoa, que estava de licença e que iria voltar na semana seguinte. Na outra semana, a funcionária entrou em contato comigo, informando que o documento para parceria era outro, fornecido e preenchido pela própria faculdade.
 
Enfim, a Ofebas enrolou, não assinou a parceria com a faculdade e ainda enviou o plano no qual a faculdade tem de pagar para firmar a parceria.
 
SELMA DA SILVA MOREIRA
 
Resposta - Esclarecemos que, com relação ao fato narrado, discordamos da afirmação de que houve descaso ou falta de informação por parte da Ofebas. A instituição não possui convênio/parceria com a faculdade mencionada, e quando foi procurada pela associada, esta apresentou um contrato para a realização da parceria/convênio, que segundo ela própria foi entregue pela funcionária da faculdade mencionada, sem o conhecimento ou o consentimento da Ofebas. Ainda assim, contatamos a faculdade, mas no momento a realização de qualquer parceria ou convênio demonstra-se inviável. Informamos ainda que a Ofebas não é obrigada a manter parcerias com nenhuma instituição de ensino ou com qualquer outra instituição.
 
OFEBAS
 

Do Leitor




REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Muito se fala a respeito da necessária reforma da Previdência, fato que, pela minha ótica, será uma medida salutar para a continuidade de pagamento aos aposentados brasileiros.

Porém, antevejo que as medidas intencionadas pelo governo não são das melhores. Não é reduzindo os valores atuais pagos aos aposentados -- ou mesmo aumentando a idade para a obtenção desse direito -- que a reforma obterá ótimo resultado para a continuidade de vida do INSS.

É preciso que sejam cobrados todos os seus devedores. Somente em Sorocaba, segundo o Cruzeiro do Sul (edição de 16 de agosto), 2,9 mil empresas devem ao INSS a fábula de R$ 1,7 bilhão. Pergunta-se: por qual motivo o INSS, estando com um déficit tão alto, não promoveu e nem promove a cobrança desses altíssimos débitos?

Por outro lado, creio ser necessária a suspensão de pagamentos de pensão por parte do INSS a aqueles que obtenham duas ou mais aposentadorias, casos do Senado, Câmaras Legislativas, Judiciário, etc.

Espero que, com tais considerações, possa estar contribuindo para uma boa e necessária reforma da Previdência.

OTÁVIO TEIXEIRA


CORRUPÇÃO

Parece incrível, mas em nosso País política e corrupção acabaram se tornando palavras bem próximas. Muitas vezes nem impacto isso causa mais. É uma falta de seriedade, compromisso e respeito. Uma barbárie no uso do dinheiro público.

Um dos casos atingiu uma corporação que a sociedade respeita, admira e aplaude: o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. Não é possível! Estão banalizando as leis, os limites, a falta de caráter.

Aturdidos, perplexos e já muito irritados, nós brasileiros queremos ver um basta nesta pouca-vergonha, nesta desmoralização política. Quem vai sobrar após tudo esclarecido? Quem vai sobrar após todas as investigações? Será que salva algum?

Temos que dar um basta neste descrédito dos serviços públicos. É necessário fiscalização. O povo tem de manter a guarda. Quanto mais unidos, mais fortes seremos. Acorda, povo brasileiro.

MARY DANTAS AGOSTINELLI


DO FACEBOOK

Neymar Jr. é indicado ao prêmio de melhor do mundo pela Fifa

Faltam anos-luz para ele ser o melhor do mundo.

IRAN FARIAS

Obras públicas



Peço ajuda a este jornal para questionar a Prefeitura de Sorocaba sobre o andamento de algumas obras de vias públicas em Sorocaba. Questiono inicialmente sobre o anunciado viaduto que seria construído sobre a Raposo Tavares, em um prolongamento da rua João Wagner Wey, ligando o outro lado com a rua Augusto Lippel. Questiono também como fica a recuperação e colocação de guias, possibilitando construção de calçadas na rua Professor Antônio Rodrigues Claro Sobrinho. E, por último, a data em que vai ser feito o asfaltamento da rua Pedro Samuel Antunes Proença, no Jardim São Carlos. LEONARDO GALLO ALMENARA

Resposta - A Secretaria de Conservação, Serviços Públicos e Obras informa que quanto à construção de viaduto de interligação e prolongamento da rua João Wagner Wey com a rua Augusto Lippel, sobre a rodovia Raposo Tavares, existe sim o projeto junto à Secretaria de Planejamento e Projetos, porém está aguardando a aprovação da Artesp para programar o início da obra.

Com relação ao asfalto no Jardim São Carlos, segundo informação do setor competente, o bairro possui asfalto. Porém, como o munícipe questiona sobre a rua Pedro Samuel Proença, dizendo não ser asfaltada, o técnico responsável irá verificar pessoalmente o local para constatar a real situação e fazer os encaminhamentos que sejam necessários. PREFEITURA DE SOROCABA


Meio ambiente


Muitas pessoas pensam que meio ambiente é apenas florestas e rios. Na verdade, é o equilíbrio da vida em todas as suas formas. É importante compreender que sempre foi discutida a busca do desenvolvimento sustentável. Para alcançá-lo, é preciso observar três termos: conservação ambiental, crescimento econômico e justiça social.

Dentro do tema meio ambiente -- e desenvolvimento sustentável -- é preciso, neste momento, dar importância à conservação ambiental. Ressalto que 80% da água doce do Brasil está na Amazônia, a maior biodiversidade de fauna e flora do mundo.

E se não estivermos atentos, acontecerá com esses bens tão necessários à subsistência dos seres humanos o mesmo que aconteceu com os rios das grandes cidades. É claro que cuidar do meio ambiente começa na nossa casa e na cidade, com pequenos gestos, como não sujar as ruas. Mas é preciso darmos atenção ao que vem acontecendo na Amazônia. A defesa da Amazônia deve ser de todos. ROGÉRIO BENTO DA SILVA